Paula Teixeira

Apresenta o Som das Cores
Em vésperas de ser mãe da sua primeira filha, Noa, Paula Teixeira acaba de apresentar O Som das Cores, um livro totalmente inclusivo onde o Tomás e a Mariana são as personagens principais e comunicam em língua gestural portuguesa. O livro contém ainda os abecedários em LGP e e Braile.

Que livro é este?
Um livro totalmente inclusivo, onde todas as crianças independentemente das suas limitações conseguem entender, sentir e ver as cores do arco iris.

A gravidez sensibilizou-a para escrever um livro infantil?
Eu já escrevia antes de estar grávida. Foi sempre algo que me deu muito gozo fazer, dar asas à criança que tenho em mim… Puxar pela imaginação é uma das minhas caracteristicas.

Qual tem sido a reação das crianças surdas e cegas ao livro?
Fiz a experiência antes do livro sair com dois irmãos gémeos, ela surda e ele cego, o dvd do livro, que é totalmente sonorizado, animado e traduzido para língua gestual, e não poderia sentir-me mais realizada. Só pela reação dos dois senti que valeu a pena fazer este livro! Foi um momento que jamais esquecerei.

Imaginava que a recetividade ao livro ia ser tão boa?
A aceitação tem sido realmente extraordinária, tanto da parte dos pais, e educadores, como das crianças surdas e cegas. Também as crianças sem qualquer tipo de limitação aprenderem a brincar em língua gestual e ao braile.

As reações superaram as suas expectativas?
Sem dúvida. Eu sabia que não existe muito material lúdico/pedagógico deste género e que poderia existir alguma curiosidade mas, graças a Deus, tem sido muito melhor do que imaginei.

Qual foi o momento mais tocante da apresentação deste livro?
Foi quando dei uma mangueira ao Tiago, o tal menino gémeo que é cego, e que esteve presente no lançamento. Eu na história explico que o arco iris aparece quando as gotas da água tocam nos raios de sol… Ou seja, quando está sol, a Mariana, que é uma das personagens da história, diz que rega o quintal e o arco-iris aparece. O Tiago quando acabou de ouvir a história pediu à mãe uma mangueira para "ver" o arco iris, e disse-me que adorava o amarelo e o violeta… Isso sensibilizou-me muito, e, no dia do lançamento, ofereci-lhe uma mangueira para ele poder sentir e "ver" o arco iris quando quiser.

Saiba mais na próxima página

O que mais a surpreendeu?
A capacidade de aprendizagem das crianças! Como é que ao fim de poucas visualizações do dvd já fazem as cores. o abcedário, com os seus dedinhos e ainda por cima levam o livro para a escola para ensinar aos amigos! É lindo.

A editora já a desafiou a escrever outros livros?
Este “O Som das Cores” é apenas o princípio. Daqui vão surgir muitos mais livros, muitos mais temas e quase não tem fim o que se pode ensinar assim.. O próximo deve ser sobre os animais. Quando fui propor à Plátano Editora este livro saí de lá com uma coleção, da qual este é só o primeiro volume.

Que mensagem gostaria de transmitir neste Natal?
Uma mensagem, acima de tudo, de esperança, e que se estenda muito para além da época natalícia. Eu tenho uma frase na minha vida e faço dela uma oração: o melhor ainda está para vir! Tenho mesmo a certeza disso; é preciso acreditar com toda a força!

A gravidez está a correr bem? Sente-se em estado de graça?
Graças a Deus tem sido uma gravidez muito tranquila, a minha filha Noa não me deu enjoos, nem mal-estar. Agora que já estou quase no final da gestação, está a custar um bocadinho, mas não faz mal, eu adoro senti-la, falar com ela e sei que vou ter saudades desta barriga!

Quando nasce a bebé?
Se tudo correr bem no início de Janeiro, mas ela é que decide!

Quais são as suas expectativas em relação à maternidade?
Só sei que quero ser a melhor mãe do mundo! Mas tenho muitos receios e dúvidas como qualquer mãe pela primeira vez! Quero fazer tudo bem.

Está verdadeiramente feliz com este momento da sua vida?
Acho que está à vista de toda a gente, não escondo e transbordo alegria, esta criança foi muito desejada e eu sou uma pessoa realmente abençoada por ter este milagre a viver em mim.

Saiba mais na próxima página

Quais são os seus sonhos?
Ser uma mãe fantástica e viver sempre mediante aquilo em que acredito, O amor é o principal na vida. E se estiver feliz tudo estará bem.

O que nunca seria capaz de fazer?
Deixar de amar a minha filha!

O que a comove?
Neste momento, tudo me comove… estou há oito meses a comover-me com tudo e com nada!!! Coisas de grávida.

O que a diverte?
Um bom serão com amigos, um bom filme de comédia, vi recentemente seis vezes a peça “Avé Comédia Cheia de Graça”, dos Comédia à la Carte e chorei a rir...

O melhor programa para fazer com os amigos?
Sem duvida um jantar em minha casa, ou na casa deles, faço isso com regularidade e é fantástico!

E com a família?
Partilhar todos os momentos. A familia é tudo!

Qual é a sua maior prioridade?
Ter tudo pronto para receber a Noa. Terminar este semestre na faculdade com o estágio feito, e dar por findo o curso de docente de lingua gestual portuguesa - sou finalista este ano! Fazer a promoção do “Som das Cores” mas vou fazer um “pause” para ter todo o tempo para me preparar e dedicar à maior experiência da minha vida: ser mãe!

Tem algum hobby?
Tenho tido aulas de preparação para o parto na escola “Kuantos Meses”, em Algés, com o meu marido Jaume Pradas, e tem sido fantástico para os dois, ficamos estupefactos com tanta coisa que há para saber sobre bebés! Aconselho vivamente estas aulas. E, ultimamente, faço uma coisa que nunca me passou pela cabeça: crochet. Mas estou a adorar fazer coisinhas para a minha filha.

Quantos animais tem em casa neste momento?
Tenho uma cadela e dois gatos (a Lola, o Gaudí e a Matilde), as tartarugas mudaram-se para um resort de luxo. A minha cabra Ester já teve mais duas cabrinhas, essas cabrinhas estão grávidas e… na semana passada deu à luz mais uma, acho que foi por solidariedade. Mas não estão cá em casa, estão em Mafra numa Quinta Pedagógica. Mas já é uma autêntica família de cabrinhas anãs. Preciso de padrinhos para elas!

Qual o seu livro de cabeceira?
“A minha primeira gravidez”.

Qual é a sua máxima de vida?
Viver a vida como se fosse o ultimo dia! Sejam felizes!!!

 


Texto: Palmira Correia


Comentários