Oito dicas para uma liderança mais “apaixonada”

Todas as pessoas gostam de se sentir valorizadas. Conheça oito dicas para exercer uma liderança mais “apaixonada”.

Seja em casa ou no trabalho, todas as pessoas gostam de se sentir queridas e valorizadas. E se em família é mais fácil demonstrar os nossos melhores sentimentos face a quem nos rodeia, no ambiente profissional torna-se complicado expressar a mesma admiração.

Com o Dia de São Valentim a aproximar-se, nada melhor para entrar no espírito do que mostrar aos seus colaboradores o quanto valoriza o seu trabalho e a sua iniciativa para o bem da empresa. Desta forma, quanto mais apreciados se sentirem, mais felizes e produtivos também ficarão e a empresa sairá a ganhar. Conheça oito dicas para exercer uma liderança mais “apaixonada”, de acordo com o portal Inc.com.

1. Torne o trabalho interessante e desafiante

Está provado que os trabalhadores se dedicam mais ao seu trabalho quando maior for o desafio colocado pela liderança. Não guarde as tarefas mais interessantes ou desafiantes para si, aprenda a delegar e a confiar nos resultados. Lance novas oportunidades para os seus colaboradores brilharem e faça-os m ais felizes.  Para saber mais sobre este tema leia o artigo Como ser promovido em nove passos.

2. Afaste as más influências

Faça um esforço por recrutar funcionários com uma personalidade vibrante e positiva, que trabalhem bem em equipa e em sistema de cooperação. Por vezes, uma boa equipa poderá ficar minada por um colaborador negativo, pessimista ou demasiado egocêntrico e ambicioso. Se valoriza os seus bons colaboradores, afaste as más influências. Conheças as dicas para saber como tornar-se indispensável na sua empresa.

3. Ofereça pequenos mimos

Manter o trabalho interessante é bom, dar aumentos salariais é ainda melhor, mas existem pequenos mimos que não custam caro e conquistam o coração dos colaboradores. Um exemplo é ter café, fruta fresca e outras ofertas gastronómicas à disposição no escritório. Algumas empresas premeiam até os colaboradores mais madrugadores com o pequeno-almoço gratuito no local de trabalho. Saiba como aumentar os rendimentos sem pedir um aumento neste artigo.

4. Dê boas referências dos seus ex-colaboradores

Se um dos seus melhores funcionários for trabalhar para outra empresa, escreva-lhe uma carta de recomendação com boas referências sobre o seu trabalho, para entregar aos futuros empregadores. Apesar de perder um trabalhador valioso, se o fizer vai estar a mostrar aos seus colaboradores atuais o que podem esperar da sua parte se decidirem evoluir na carreira. Se mostrar respeito, irá ser respeitado também. Leia também o artigo Cinco estratégias para mudar de emprego.

5. Não monitorize as publicações nas redes sociais

Tal como não deve julgar um livro pela sua capa, não caia na tentação de investigar os perfis pessoais dos seus colaboradores nas redes sociais, nem monitorizar as suas publicações ou fotografias. Se está preocupado com a possibilidade de dizerem algo que prejudique a imagem da sua empresa nas redes sociais, o diálogo é a melhor solução. Saiba se Vale a pena contratar um gestor de redes sociais neste artigo.

6. Resolva os problemas cara a cara

Se tiver um colaborador que chega tarde repetidamente e não se empenha no seu trabalho, agende uma reunião para debater as razões do problema, em vez de implementar “castigos”, como reduzir a remuneração ou dias de férias. Lide com a situação cara a cara e não deixe a questão prolongar-se. Siga as dicas para saber Como ser um líder mais feliz.

7. Evite o secretismo

É importante que os líderes da empresa, bem como todos os colaboradores estejam a par das estratégias de gestão e dos objetivos futuros em termos de gestão empresarial. Se os trabalhadores souberem para que bem comum estão a trabalhar ficarão mais motivados e menos inseguros face ao futuro. Confie na sua equipa, para que confiem também em si. Leia o artigo Nove sinais de que não é um bom chefe.

8. Aposte na flexibilidade

Embora muitos colaboradores prefiram um horário de trabalho rígido e regras bem definidas, outros valorizam mais a flexibilidade de horário e a gestão do tempo em função dos projetos que estão a desenvolver. Proporcionar um maior equilíbrio trabalho-família aos seus colaboradores irá fazer com que se sintam definitivamente valorizados e “amados”. Descubra O que faz com que os colaboradores gostem do CEO.

Leia também:

Conheça nove sites de emprego à medida da sua profissão

Como a linguagem corporal pode ajudá-lo numa entrevista de emprego 

10 ideias para tornar o seu dia de trabalho mais produtivo

Salário: Qual a estratégia para conseguir um aumento

Pitch: Como brilhar numa entrevista em três minutos

Horário flexível de trabalho: Como pedir?

Oito tarefas que as pessoas de sucesso fazem à 2ª feira

Como um "treinador" pode ajudá-lo a encontrar emprego

artigo do parceiro:

Comentários