Descubra qual será o valor da sua pensão em 2014

É reformado? Veja então como a sua pensão será afetada pelas medidas anunciadas para 2014.

Os pensionistas e os funcionários públicos estão entre os portugueses que mais vão sentir diferenças nos seus rendimentos durante este ano. No caso dos pensionistas existem várias variáveis que vão levar à diminuição da pensão. Se é pensionista, conheça então os fatores que fazem diminuir o valor da sua reforma e saiba como se apura o valor líquido da pensão.

1.Taxas de retenção na fonte:

Esta é a parcela da pensão bruta que fica retida pelo Estado para efeitos de IRS e que não chega a entrar nas carteiras dos consumidores. Todos os anos estas tabelas são atualizadas. Esta semana foram publicadas as tabelas de retenção a vigorar durante o ano de 2014. Poderá consultá-las aqui.

3. Sobretaxa de IRS:

Além das variáveis acima assinaladas, e à semelhança do que aconteceu no ano passado, ao valor da pensão terá de ser retirada ainda a sobretaxa mensal no valor de 3,5%. Esta taxa é aplicada sobre o valor da pensão após lhe ter sido retirada a CES.

4. ADSE:

Os pensionistas abrangidos pela Caixa Geral de Aposentações terão ainda que contabilizar mais uma variável que vai levar à redução do valor das pensões: os descontos para a ADSE, o subsistema de saúde que abrange a generalidade dos funcionários públicos e dos pensionistas do Estado. Atualmente, sobre os beneficiários deste subsistema de saúde recai uma taxa de desconto de 2,5%. Mas ainda este ano esta contribuição deverá aumentar para os 3,5%.

A atenuar todos estes cortes ao valor da pensão está o efeito dos duodécimos. Recorde-se que os pensionistas da Caixa Geral de Aposentações e da Segurança Social, à semelhança do que acontece com os funcionários públicos, vão receber obrigatoriamente o subsídio de Natal em regime de duodécimos, o que influencia positivamente o rendimento mensal destes beneficiários.

No entanto, nem mesmo assim muitos reformados conseguirão escapar a um corte da sua pensão em 2014 face aos montantes recebidos em 2013- especialmente para os casos dos reformados com pensões acima dos 1.000 euros. Por exemplo, um pensionista do regime da Segurança Social que tenha uma pensão ilíquida no valor de 1.200 euros irá receber este ano uma pensão líquida de 1.066 euros, o que representa menos 26 euros face aos montantes recebidos no ano passado. Já para o caso de um pensionista da Caixa Geral de Aposentações com uma pensão bruta de 3.500 euros deverá receber uma pensão líquida em 2014 na ordem dos 2.170 euros- menos 40,70 euros face a 2013.

Para saber com exatidão qual será o valor líquido da sua reforma faça a simulação através do simulador gratuito disponibilizado pelo Saldo Positivo aqui.

Este simulador já tem em conta as alterações previstas para o alargamento da aplicação da CES e o aumento dos descontos para a ADSE.

Leia também os seguintes artigos relacionados com o mesmo tema:

-Saiba como as novas regras da CES vão afectar a sua pensão

-10 Paraísos para a sua reforma

-Cinco razões para fazer um PPR


artigo do parceiro:

Comentários