Crie a sua marca pessoal

Quer sobressair (mais) entre os seus colegas de trabalho? A especialista em personal branding Maria Duarte Bello explica o que fazer para o conseguir.

Leadership concept with origami paper bird leading among white.

Hoje, para termos sucesso profissional, é preciso mais do que competências técnicas. Segundo a especialista em personal branding e autora do livro «A Tua Marca Pessoal», publicado por A Esfera dos Livros, devemos preocupar-nos com a maneira como os nossos superiores e colegas nos veem e falam de nós. Porquê? «As pessoas são sempre mais conhecidas e escolhidas pelos seus atributos do que pelas empresas por onde passaram», garante Maria Duarte Bello.

Para tal, temos de definir bem a nossa identidade, valores e missão, saber que imagem queremos projetar e comunicá-la da melhor forma possível. Tal implica transformarmo-nos numa marca e ter um plano de ação. Se assim o fizermos, não só teremos maior probabilidade de subir na nossa carreira de eleição, como também teremos maior flexibilidade de movimento no mercado de trabalho.

Passa muitas horas no emprego mas, ainda assim, o tempo não lhe rende como acha que deveria? Se calhar, está a perder tempo com pormenores desnecessários. Veja os oito hábitos de trabalho (alguns deles inesperados) que o vão tornar mais produtivo.

Plano de ação a implementar

Ainda que possamos criar a nossa marca pessoal num momento qualquer do percurso profissional, a especialista em personal branding diz que só ao fim de dois ou três anos de experiência é que estamos aptos a avançar com segurança. «Nessa altura, a pessoa já sabe o que quer, afinou os valores, os traços de personalidade e a missão», sublinha.

«Atributos que pode transmitir e que podem ser visualizados como bons, acrescenta ainda a especialista. Depois de trabalhados os aspetos internos e externos, tem de decidir «onde quer posicionar-se na profissão» e inovar, porque uma «marca pessoal estanque pode desaparecer». Por exemplo, se quiser ser percecionada como proativa e alguém que resolve problemas, Maria Duarte Bello aconselha-o a «propor ideias e a criar valor acrescentado».

Guia prático

O sucesso não surge por mero acaso. «São as competências, os atributos e a personalidade das pessoas que fazem com que os projetos e as empresas tenham êxito», afirma a autora do livro «A Tua Marca Pessoal». Conheça as três máximas que vão ajudá-lo a criar a sua marca pessoal:

1. Autenticidade

Procure adequar as suas ideias à sua personalidade, caso contrário poderá soar pouco credível. Maria Duarte Bello explica que, «se uma pessoa mais reservada ou tímida fizer uma proposta que não combine com aquilo que mostra ser, estranha-se».

2. Imagem

Tenha atenção à sua comunicação não-verbal, desde a forma como se veste, às expressões faciais. Já no âmbito do relacionamento interpessoal deve ter cuidado com o seu comportamento e modo de atuar. A forma como se dirige aos seus colegas também é muito importante. A cortesia é um elemento chave.

3. Carisma

Identifique o que a torna única e diferente dos seus colegas. Pode ser uma característica positiva, ou um marco no seu percurso. No entanto, não deve revelar tudo do seu passado e maneira de ser, uma vez que o mistério é essencial «para que a marca pessoal continue a evoluir», garante a especialista.

Texto: Filipa Basílio da Silva

artigo do parceiro:

Comentários