Crédito para o regresso às aulas

As férias chegaram ao fim e com ele a necessidade de voltar a colocar as finanças pessoais em ordem. É necessário cortar no endividamento que entretanto pode ter-se acumulado bem como encontrar rendimento para o pagamento dos livros e manuais escolares. Nesta altura, pode ser tentado a pensar nas soluções de crédito para fazer face a estas despesas…
créditos: AFP/MARTIN BUREAU

Cuidado!

Se precisa de dinheiro para fazer face ao pagamento de manuais escolares poderá estar numa situação financeira frágil. É normal que não tenhamos capacidade financeira para assumir tantos custos que entretanto nos aparecem (e parecem sempre que aparecem mais e quando menos esperamos). No entanto, se isso acontece é sinal de que não se conseguiu precaver nos últimos meses. Logo, poderá estar prestes a entrar numa espiral de endividamento que é depois muito difícil de contrariar.

Estando nesta situação, sugerimos que leia o artigo que o Dr. Finanças publicou no Sapo que se chama “Como cortar €600 nas suas prestações financeiras”. É certo que poderá ter de pedir crédito para a compra dos manuais (ou utilizar o seu cartão de crédito) mas se conseguir cortar as suas prestações mensais irá conseguir livrar-se rapidamente de dívidas difíceis e começar a constituir a poupança para o ano seguinte.

Veja se tem alternativas

Antes de utilizar o seu cartão de crédito veja se não tem outras alternativas. Talvez tenha algum depósito a prazo disponível. Ou tenha o seu PPR para dar de pagamento da prestação do crédito habitação. Ou talvez tenha algum familiar que o possa ajudar a suportar esta despesa. O importante é esgotar todas as alternativas antes de iniciar um novo crédito. Nunca se esqueça do peso elevado que os créditos podem ter no seu orçamento familiar.

Pediu um crédito. E agora?

Se pediu o seu crédito pessoal ou se utilizou o seu cartão de crédito saiba que é tempo de começar um esforço grande para o pagar o mais rapidamente possível. Na realidade, o crédito pessoal pode ser a sua única alternativa mas depois de contraído deverá esforçar-se por cortar custos e poupar dinheiro em diversas rúbricas de modo a libertar liquidez para acabar com todos os créditos. Neste contexto, sugerimos que leia os artigos do Sapo “Poupar é o Melhor Remédio” e “6 regras para uma correta elaboração do seu orçamento familiar”. Vai ver que rapidamente acaba com os seus créditos!

artigo do parceiro:

Comentários