Como preparar a sua carteira para o Natal?

Oferecer presentes pode encher o coração, mas esvaziar a carteira. Prepare o orçamento para o Natal.

Oferecer prendas de Natal aos filhos, pais, marido, sobrinhos, irmãos e avós e preparar a ceia de Natal são rituais que enchem o coração mas que podem causar um rombo no orçamento de muitas famílias. De acordo com o estudo “Natal 2014” realizado pela consultora Deloitte, os portugueses esperam gastar em média um total de 270 euros nesta época. Sendo que deste montante, cerca de 126 euros deverão ser destinados a presentes, 99 euros a alimentação e bebidas e 45 euros estarão reservados para despesas de socialização.

Se já anda a fazer contas sobre como preparar o seu orçamento para este Natal fique a conhecer algumas dicas financeiras.

 1. Estipule um orçamento

A melhor forma de conseguir preparar a sua carteira para as despesas desta época festiva é estabelecer um orçamento específico. Comece a pensar na quantia que quer dedicar às prendas e à alimentação o mais cedo possível. Para diminuir os gastos com a alimentação peça ao resto da família para contribuir com bebidas, sobremesas e aperitivos para a ceia de Natal. Assim, o custo dos produtos alimentares é repartido por várias pessoas. Esteja ainda atento às promoções dos supermercados. Leia o artigo ”Como celebrar a consoada sem gastar muito dinheiro”.

2. Aproveite os descontos

São muitas as lojas que aproveitam para realizar alguns descontos nos seus produtos durante a altura natalícia. Este fenómeno é maioritariamente sentido nas lojas online. Desde descontos a partir de 20% até à oferta de portes de envio são muitas as oportunidades que pode obter para poupar nas encomendas online. Além de conseguir realizar as suas compras em casa está também a evitar deslocar-se aos centros comerciais que normalmente estão congestionados durante o mês do Natal. Leia o artigo ”Oito sites para fazer as compras de Natal”.

3. Faça você mesmo

Se a parcela do orçamento que tem disponível é bastante diminuta pondere fazer você mesmo as prendas de Natal ou até mesmo as decorações natalícias. Faça uma pesquisa pelos vários websites existentes de decoração e bricolage ou visite redes sociais, como o Pinterest e Instagram, para retirar ideias originais. Desde recipientes com os ingredientes necessários para fazer bolos até a pequenos cabazes de Natal, existem várias alternativas a que pode recorrer para poupar nas ofertas natalícias. Leia também o artigo ”Faça você mesmo: Seis sugestões de presentes de Natal”.

 4. Evite utilizar o subsídio de Natal

Tente não utilizar o seu subsídio de Natal para realizar as compras. Uma forma de proteger a sua carteira e o seu próprio orçamento familiar é encarar o subsídio de Natal como uma poupança ou até um fundo de emergência para algum imprevisto. Se estiver a receber o subsídio de Natal em duodécimos tente rentabilizar a quantia que recebe todos os meses numa conta poupança. Ou então, utilize o seu subsídio de Natal para pagar alguns compromissos financeiros, como o seguro automóvel ou o IMI. Leia ainda o artigo Como investir o subsídio de Natal”.

Leia também:

- Dicas para um Natal 'low cost'

- Oito dicas para poupar neste Natal

- Cinco dicas para compras em cima da hora

- Proteja-se das burlas natalícias

 Saldo Positivo

artigo do parceiro:

Comentários