Como poupar com os sites de descontos

Conheça o modo de funcionamento dos sites de compras coletivas.

Os sites de descontos são uma ótima oportunidade para poupar na compra de determinados artigos e experiências que, provavelmente, de outra forma estariam fora de questão. Através deste sites é possível adquirir produtos ou serviços nas mais diversas áreas: desde serviços de estética e bem-estar, passando pelas refeições em restaurantes, estadias em hotéis, livros, artigos para a casa, acessórios ou mesmo roupa. Os descontos apresentados podem chegar, em alguns casos, até aos 90%.

Um número sedutor que é possível de ser atingido já que estes sites de compras coletivas conseguem praticar preços mais baixos pelo facto agregarem um elevado número de encomendas. Mas antes de se deixar levar pelo entusiasmo destas percentagens é importante saber como funcionam estes sites e quais os cuidados que deve ter em conta.

Como funcionam?

- A forma de funcionamento é relativamente simples: os consumidores têm que estar registados no site para acederem aos descontos anunciados que são enviados por mail, com informação pormenorizada da oferta e com imagens respetivas. Se o utilizador comprar o produto ou serviço, recebe via email, um ‘voucher’ com o código de desconto e com as condições de utilização do mesmo.

- Se estiver em causa a aquisição de um serviço, como por exemplo, uma refeição num restaurante, o consumidor terá de entrar em contacto com o fornecedor do serviço para fazer a reserva da refeição. No caso da compra de um artigo, como um telemóvel, o consumidor ao comprar o cupão poderá realizar directamente a compra do produto.

-Nota ainda para o facto destes descontos terem por norma um tempo limite de duração. Na página do site, devem estar também apresentadas informações importantes sobre a data de validade do desconto, o dia e a hora de funcionamento das lojas promotoras das ofertas. O valor do produto ou serviço sem o desconto também deve estar visível e o número de utilizadores que compraram a oferta e o tempo limite para o fim da promoção deverão estar apresentados na página do desconto.

Cuidados a ter em conta

-Deverá entrar em contacto com o fornecedor do produto ou serviço ainda antes de comprar o ‘voucher’. Certifique-se que não há ruptura de ‘stock’ ou que o parceiro da operação, como o hotel ou o restaurante, está disponível nas datas pretendidas.

-Os descontos apresentados têm uma duração limitada. Por isso mesmo analise com atenção os prazos e as condições de utilização do cupão, para garantir que não está a comprar um produto ou serviço que acabará por não usufruir.

-Verifique no site a existência de uma linha de contacto de apoio ao cliente para o caso de querer obter informações adicionais ou querer apresentar uma queixa.

-Analise o preço dos artigos em promoção noutros estabelecimentos para ter a certeza que o desconto que lhe apresentam no site de compras coletivas é o desconto real e se a compra é vantajosa para o seu caso.

-Compre apenas aquilo que necessita e que tem a intenção de utilizar. Muitas vezes os descontos apresentados são de tal forma tentadores que poderão levar muitas pessoas a adquirem cupões de desconto para a compra de determinados serviços ou artigos apenas pelo facto de estarem com um preço muito em conta e não tanto pela necessidade de adquirir determinado bem ou serviço.

O que fazer se não ficar satisfeito?

De acordo com o regime jurídico das vendas à distância, o consumidor pode desistir no prazo de 14 dias (incluindo fins-de-semana e feriados), sem pagar qualquer indemnização ou indicar o motivo. O prazo conta-se a partir da data da celebração do contrato ou da recepção do produto ou início da prestação do serviço. Se desejar voltar atrás deve dirigir o pedido de desistência por escrito ao fornecedor, com carta registada com aviso de recepção. Guarde uma cópia na sua posse. Desta forma, o fornecedor fica obrigado a devolver-lhe o dinheiro que gastou no prazo de 30 dias, se tal não acontecer, o fornecedor tem mais 15 dias para restituir o dinheiro, mas em dobro.

Leia também os seguintes artigos relacionados com o mesmo tema: 

- 10 sites para gerir melhor as suas despesas

- Como fazer compras mais baratas?

- Como reduzir as despesas com as lojas de trocas 

Saldo positivo

artigo do parceiro:

Comentários