Como garantir o sucesso de uma poupança

Quantas vezes já começámos uma poupança e não chegámos onde gostaríamos?

Quantas vezes já ouvimos dizer que vamos poupar quanto tivermos mais dinheiro? Quantas técnicas diferentes já ouvimos para conseguir poupar? A resposta a todas estas perguntas é sempre a mesma: muitas vezes! Neste artigo, pretendemos apresentar a chave para o sucesso da poupança.

1. Estabeleça um propósito

A motivação é algumas vezes definida como o motivo que nos leva à ação (motivo+ação). Por isso, antes de começar pense no motivo que o leva a poupar. Porquê e para quê vai poupar? Se a poupança é apenas um “porque sim”, sem grande reflexão por detrás, é provável que se canse mais rapidamente. Ao ter um propósito na poupança vai poder escrevê-lo e afixar na parede do quarto, na mesa do escritório, no ambiente de fundo do telefone, etc. de forma a que a esse propósito seja o motivo que faz agir.

Para ter um bom propósito ele tem de ser concreto. Por exemplo: poupar para as férias é uma coisa ótima, mas será tanto mais fácil poupar, se eu escrever: vou poupar 50€/mês, nos próximos 12 meses, para comprar dois bilhetes de avião para Roma! Desta forma, consigo imaginar de forma concreta o bom que vai ser a recompensa da poupança.

2. Estabeleça um tempo para terminar

É verdade que o mais importante na poupança é que esta se torne um hábito que fique enraizado para sempre, mas se dividirmos os objetivos de poupança em espaços de tempo mais curtos, vamos estar mais atentos aos resultados da poupança.

Ter uma transferência automática do vencimento para uma poupança é algo que resulta muito bem. Mas será que não estará a poupar menos do que podia? Talvez fosse interessante estabelecer que aquele valor específico de poupança é algo que nos acompanha nos próximos X meses ou anos. Quando terminar esse período de tempo, então recomeçamos nova poupança, provavelmente com um valor superior.

3. Controle com periodicidade… se for preciso peça ajuda

Se tem dificuldade em ser perseverante, então estabeleça um hábito como a construção de orçamento familiar mensal, que o ajude a ser fiel ao propósito de colocar de parte todos os meses um valor. Se deixar a poupança para quando tiver disponibilidade, irá verificar que tudo ganha prioridade face à poupança.

Lembre-se que a poupança é um pagamento que faz a si próprio, por isso ponha-se a si próprio como uma prioridade dos seus gastos. E se verificar que ainda assim é capaz de se desleixar, porque não fala com alguém da sua confiança e diz-lhe que tem esse propósito? Assim, irá ter uma pessoa amiga que irá puxar por si, para que alcance o benefício que deseja.

 4. Seja exigente e repita a experiência de forma mais audaz

Depois de verificar que afinal consegue poupar e que cumpre com o que se propõe irá experimentar uma ótima sensação de bem-estar. Mas não se fique por aí. Arregace as mangas e recomece um novo ciclo de poupança, mas desta vez com objetivos mais ambiciosos!

João Raposo

artigo do parceiro:

Comentários