6 erros que todos cometemos quando vamos ao supermercado e que estão a impedi-lo de poupar

Se se lembrar das últimas vezes que foi às compras certamente vai lembrar-se de algumas vezes em que disse coisas como “não sei como gastei tanto dinheiro e trouxe tão pouca coisa” ou “fui ao supermercado e não trouxe nada do que queria”.
créditos: Pixabay

Mesmo que seja aquela pessoa que segue à risca as regras da ida à compras, como por exemplo, não ir com fome ou fazer a lista de compras, existem pequenos erros que pode estar a cometer e que estão a impedi-lo de poupar. Saiba quais são e como corrigi-los.

1. Não verificar  o frigorífico e despensa antes de ir à compras

Para além de fazer a lista das necessidades que vai detetando à medida que os produtos vão acabando é igualmente importante verificar os produtos que tem no frigorífico, armários e despensa. Quantas vezes não comprou arroz quando ainda tinha massa na despensa? E quantas vezes não teve de comprar um determinado ingrediente porque deixou passar a validade do que tinha em casa?

Assim, antes de ir às compras verifique não só o que tem em casa, mas também as validades. Tente construir a sua ementa semanal com o que tem em casa e compre apenas o que lhe realmente falta.

2.Comprar items de preços mais elevados por se deixar levar pela embalagem

E porque os olhos também comem, já todos cometemos este erro. Por vezes escolhemos um produto em detrimento de outro porque a forma como este nos é apresentado nos agrada mais. Assim, para além da embalagem, confira não só o preço por unidade como também os componentes dos produtos, principalmente se for um item alimentar. Verifique qual deles é realmente melhor.

3. Comprar produtos supostamente light, vegan ou sem glúten porque diz querer experimentar

Quem diz produtos com estas características diz com outras. Se pretende comprar este tipo de produtos verifique se realmente  são indicados para si e quais as marcas que existem, bem como o melhor preço. Muitos dos produtos dietéticos ou indicados para vegetarianos já estão disponíveis também na versão marca branca, cuja qualidade está ao nível dos produtos de marca “original”. Antes de os comprar, procure as opções mais em conta e compare.

4. Comprar ingredientes a pensar no cozinheiro que pretende ser e não no que realmente as suas capacidade culinária permitem

As receitas que viu na televisão ou na internet são realmente apelativas, mas deverá ponderar se realmente é algo que lhe vai sair bem ou se vai acabar por ser um desperdício. Nem todos nascemos com a capacidade para fazer refeições gourmet e ou altamente trabalhadas, numa situação em que pretende poupar estas podem tornar-se em  desperdício.

5. Fazer compras depois do trabalho para fazer o jantar e acabar  no departamento das refeições pré-cozinhadas

Quantas vezes já saiu do emprego a pensar em comprar determinados ingredientes e depois, porque é final de dia e o cansaço aperta, acaba por ir parar às secção das refeições pré-cozinhadas? Provavelmente algumas. Uma boa forma de o evitar é planear as suas refeições no fim de semana e prepará-las para toda a semana. Pense em coisas que aguentem no frigorífico sem se estragarem e coisas que poderá congelar e retirar no próprio dia de consumo. Desta forma, não só está a poupar como também está a olhar pela sua saúde, evitando refeições pré-feitas e altamente calóricas.

6. Estar obcecado por aquela receita que viu na internet e comprar os ingredientes apenas para esta

Certamente já viu aquela receita que um amigo seu partilhou numa rede social ou que viu na internet e correu para comprar os ingredientes que precisava, mas nunca mais utilizou o que sobrou deles. Quando pensar em fazer umas destas receitas faça duas perguntas a si mesmo antes de ir comprar o que precisa: “em que é que posso utilizar estes ingredientes mais tarde?” ou “o que é que posso substituir nesta receita por algo que realmente vá usar depois?”.

Desta forma, vai evitar ficar com coisas na sua despensa que vão acabar por se estragar.

O desperdício e como evitá-lo é uma das grandes questões da atualidade. Só em Portugal, estima-se que se desperdice cerca de um milhão de toneladas de produtos alimentares por anos. Trata-se de um problema que afecta tanto o ambiente como as nossas carteiras, sem darmos por isso. Leia o artigo sobre o princípio do 5 R’s para evitar o desperdício de dinheiro e comece já a corrigir hábitos que podem estar a fazê-lo gastar dinheiro em vão, quando vai às compras.

artigo do parceiro:

Comentários