Tentativa e correção

Vai ser bem-sucedido quando estiver disponível para falhar. Caso contrário, de forma inconsciente, vai manter-se agarrado aos seus padrões e zonas de conforto, facto que não indicia, à partida, que terá uma grande evolução.

Dê a si próprio a liberdade de inovar, a liberdade para experimentar, a liberdade para ser bem-sucedido. Para isso acontecer, também tem que dar a si próprio a liberdade de tentar e falhar.

Apenas tentando e gerando muitas iniciativas é que poderemos aumentar a probabilidade de uma ideia vir a ser implementada com sucesso. Um falhanço fornece uma grande oportunidade de aprendizagem e deve ser visto como vital para o sucesso. Apesar de a maior parte das pessoas detestar ser conectada com o insucesso e preferir, sem dúvida, ser apontada como caso de sucesso, é só através de fracassos aparentes (porque no fundo não são – são, essencialmente, aprendizagens) que os grandes sucessos são alcançados. Normalmente, “fracasso” ou “ sucesso” estão inteiramente nos olhos do observador.

“Tentar não significa conseguir, mas certamente quem conseguiu tentou.” Aristóteles.

artigo do parceiro: Marco Meireles

Comentários