Ser resiliente

Sabe qual é a sua capacidade de recuperação da dor?

Já ouviu falar sobre a resiliência na psicologia? Provavelmente já, mas ficou confusa, visto não ter ainda informação suficiente sobre o assunto.

Na dica desta semana, iremos levantar somente a ponta do véu. Na psicologia, é um termo relativamente recente. Porque é que umas pessoas, perante o impacto da dor e da adversidade, adoptam comportamentos saudáveis enquanto outras adoptam comportamentos disfuncionais? Segundo o dicionário da Língua Portuguesa, resiliência é: (Física) “Propriedade de um corpo de recuperar a sua forma original após sofrer choque ou deformação. (Sentido figurado) Capacidade de superar, de recuperar de adversidades.”

Na prática, após sofrermos o impacto da dor e da adversidade, damos dois passos atrás, e resilientemente falando, damos três passos à frente.

Todos nós almejamos possuir as competências necessárias a fim de sobrevivermos, todavia, algumas dessas competências cognitivas e emocionais permanecem escondidas ou ignoradas. Somente após o choque da adversidade descobrimos que, afinal, conseguimos responder à dor de uma forma construtiva, assertiva e saudável. Ao invés de ficarmos estagnados e cristalizados na auto vitimização e na auto piedade, conseguimos desafiar certos paradigmas mentais e emocionais rígidos e disfuncionais baseados no medo, na vergonha e na culpa.

Após ter tomado conhecimento sobre a resiliência, durante a minha formação profissional nos EUA e no Reino Unido, nos anos 90, tenho dedicado uma grande parte da minha carreira a observar e a estudar esta característica humana inusitada em pessoas extraordinárias.

De acordo com a minha observação, eis algumas características das pessoas resilientes

- Auto conhecimento e valorização pessoal – honestidade, coragem e esperança.

- Auto estima e reconhecido auto conceito positivo.

- Vínculos honestos e de confiança com pessoas (resilientes).

- Compromisso com um propósito no rumo da vida – espirito de missão, convicções e motivação intrínseca.

- Objetivos realistas, de fácil compreensão e auto motivacionais. Pessoas conseguem transformar tarefas difíceis em tarefas com significado.

- Pessoas capazes de se adaptarem, inovarem (reinventarem) e evoluírem através da mudança.

- Sentido de humor e altruísmo. As pessoas mais felizes gostam de pessoas.

A resiliência é o equivalente a uma competência musculada que pode ser desenvolvida, a fim de, atenuar o impacto da dor, reduzir as reações negativas em cadeia e desenvolver o sentido de auto eficácia através de critérios, convicções, competências e relacionamentos de confiança com pessoas significativas.

Numa escala de 1 (reduzida) a 10 (elevada) qual é o nível da sua resiliência?

"Perigos e dificuldades não nos travaram no passado e não nos assustarão agora, mas devemos preparar-nos para eles, como homens determinados, quanto ao que pretendem e que não perdem tempo com conversas vãs e inacção." Nelson Mandela João Alexandre Rodrigues

Addiction Counselor

http://recuperarequeestaadar.blogspot.com

http://maisvaleprevenirdoqueremediar.blogspot.com

http://www.facebook.com/joaoalexx

Comentários