Quer ser feliz? A ciência diz-lhe como

Todos queremos lá chegar, no entanto só alguns sabem o caminho. Quisemos aprofundar o tema e procurámos a ajuda de especialistas. Cientistas identificam 10 formas de como ser feliz. Aplique-as na sua vida e seja feliz também.

Ao longo dos anos, o tema da felicidade tem sido discutido e investigado por especialistas de diversas áreas como psicólogos, psiquiatras, filósofos e cientistas. As definições são variadas, o objetivo um único, encontrar a chave que abre a porta da felicidade. Aristóteles afirmava, há mais de 2 mil anos, que a felicidade se atinge pelo exercício da virtude e não da posse. Já Roberto Shinyashiki, em pleno séc. XIX descreveu aFelicidade não é o que acontece na nossa vida, mas como nós elaboramos esses acontecimentos. A diferença entre o sábio e o ignorante é que o primeiro sabe aproveitar suas dificuldades para evoluir, enquanto o segundo se sente vítima de seus problemas”.

O caminho mais fácil e imediato para a felicidade é... a gratidão.

Quisemos aprofundar o tema e procurámos a ajuda de especialistas. Cientistas identificam 10 formas de como ser feliz. Aplique-as na sua vida e seja feliz também.

Medite – Reescreva o seu cérebro. Meditar reduz o stress, acelera a capacidade de processamento potencial do cérebro, cria novas ligações neurais, diminuindo a nossa ansiedade e medo, melhora a nossa saúde e ajuda na recuperação de memória.

Pratique o seu sorriso – A comunicação do nosso cérebro com o nosso corpo é bilateral, ou seja, aquilo que pensamos reflete-se no nosso corpo físico e vice versa, a nossa postura corporal influencia aquilo que pensamos e consequentemente, influencia as nossas emoções. Ao sorrir vai estar a comunicar ao seu cérebro que está feliz.

Durma bem – Descansar é fundamental para que o nosso corpo e cérebro recuperem. Dormir pouco é prejudicial e pode contribuir para uma variedade de problemas, tais como, depressão, ganho de peso, envelhecimento da pele, sistema imunitário mais fraco, problemas de saúde (doenças cardíacas, pressão alta, AVC, diabetes, entre outros), estado de espírito e pouca produtividade.

Pratique a gratidão - Pesquisadores descobriram que quando praticamos a gratidão não importa se a causa do bom resultado é você mesmo ou outra pessoa; em ambos os casos há ativação do sistema de recompensa do cérebro, que nos deixa instantaneamente felizes e satisfeitos. Pensar em algo de bom que nos fizeram é, portanto, uma maneira tão eficaz de nos deixar felizes como fazer algo de bom a nós mesmos. O monge beneditino David Steindl-Rast há uns anos num TED.Com, ousou a dar a receita da felicidade: “o caminho mais fácil e imediato para a felicidade é... a gratidão.”

Conete-se com os outros – Dedique 2 horas por semana do seu tempo para ajudar os outros. Estudos científicos mostram que ajudar os outros impulsiona a felicidade. Aumenta os níveis de satisfação, proporciona senso de sentido, aumenta a nossa sensação de competência, melhora o nosso humor e reduz o stress. Também pode ajudar a desviar as nossas mentes da fixação nos nossos problemas.

Pratique exercício físico – Faça qualquer atividade física pelo menos 7 minutos por dia. Uma pesquisa da Universidade de Penn State, nos Estados Unidos, reforça a ideia de que exercitar-se é um hábito cujos benefícios excedem a saúde física, e é fundamental também para o bem-estar psicológico.

Vá para a rua -A felicidade é maximizada em 13.9 ° C. Um estudo descobriu que gastar 20 minutos na rua com bom tempo não só impulsionou o humor positivo, como ampliou o pensamento e melhorou a memória de trabalho. Um estudo britânico da Universidade de Sussex descobriu que estar ao ar livre faz as pessoas mais felizes: estar ao ar livre, perto do mar e em contato com a natureza e animais são os locais perfeitos para a maioria. A American Meteorological Society publicou pesquisas em 2011 que descobriram que a temperatura atual tem efeito nossa felicidade.

A felicidade é maximizada aos 13,9 ° C

Descubra o seu talento - Você gosta de dançar, tocar, cantar, recitar poesias, escrever, ler, fazer trabalhos manuais, costurar, cozinhar, pintar, plantar, etc. O que lhe dá prazer? A resposta é: o seu talento.

Descobrir o talento, que poderá estar ou não relacionado ao seu trabalho, é encontrar a felicidade. Quando estamos a usar o nosso talento, a felicidade brota, a vida fica mais leve e prazerosa.

Quando estamos a usar o nosso talento, a felicidade brota, a vida fica mais leve e prazerosa.
Disponibilize tempo para a família e amigos - Procure passar mais tempo com as pessoas capazes de fazer você feliz, sejam elas familiares ou amigos. Passar um tempo com essas pessoas dá significado à sua vida e mostra como você é amado.

Planeie uma viagem, mas não a faça - Um estudo mostrou que a maior taxa de felicidade acontece durante a fase de planeamento. Obter os bilhetes de avião, passaportes e fazer os itinerários apesar do stress esta é a altura em que o seu cérebro está mais feliz. A expectativa e a emoção unem-se e causam uma maravilhosa tempestade perfeita.

artigo do parceiro:

Comentários