O poder da palavra escrita

A escrita é uma ferramenta muito útil para o auto conhecimento

Há palavras poderosas que mudam as pessoas. Neste caso concreto, refiro-me ao poder da escrita e a arte de bem-viver.

Considera que o auto conhecimento é um factor importante no seu desenvolvimento pessoal? Está a atravessar uma fase dolorosa na sua vida? Considera que existe uma discrepância entre aquilo que diz e aquilo que faz? Por exemplo, é recorrente identificar e confrontar-se com os mesmos erros de comportamento?

Se a resposta é sim, considere a escrita uma ferramenta extremamente útil para o auto conhecimento.

Derivado ao tipo de vida stressante (correria), raramente paramos para refletir, com sentido e propósito, sobre os efeitos e as consequências das nossas atitudes e comportamentos (negativas e positivas). Por outro lado, um fator importante que condiciona a reflexão honesta é: dá trabalho e o retorno não é imediato. Dá trabalho pensar nos erros e nas suas causas, pensar na vergonha tóxica, pensar no sentimento de culpa, na honestidade, nos sentimentos, etc. Na maioria das vezes, a maneira mais usual que as pessoas utilizam de reflexão é: “Não vou pensar mais nisso.” Esta afirmação não tem nada de reflexão, significa alívio, e é um atalho cognitivo muito apelativo, para não refletir/parar. Esta atitude pode revelar-se, a longo prazo, enganadora, visto justificar o injustificável.

A Dica de hoje visa reforçar o auto conhecimento através da escrita criativa, com sentido e reflexão construtiva. Nas consultas, é muito frequente utilizarmos a escrita como uma ferramenta para o auto conhecimento, o feedback e a memória futura através da retrospetiva. Confirmo a eficácia e o retorno no investimento a médio e a longo prazo.

Em que é que consiste este tipo específico de escrita?

Registar e gravar pensamentos, experiências e sentimentos. Refletir sobre os resultados das suas decisões, ambições, projetos, objetivos, sentimentos, atitudes, relacionamentos de intimidade, e a questionar as crenças/pensamentos negativos e a apreciar coisas simples e positivas, efeito semelhante quando você consulta um álbum de fotografias.

Quais são os benefícios?

Reduz as consultas ao médico com problemas associados ao stress, reduz o absentismo laboral, reduz sintomas depressivos, monitoriza os níveis de ansiedade, melhora a sua memória, a gratidão, o humor e a sua atitude.

Como é que pode começar a escrever a fim de desenvolver o auto conhecimento?

Arranje um caderno, escreva no computador, iPad, etc. Todos os dias, durante 3 meses, no mínimo, antes de dormir e depois de desligar o Facebook, escreva. Eis algumas questões que a podem ajudar.

- Quais foram os acontecimentos mais marcantes e de que forma afetaram o meu dia?

- Como é que progredi no meu desenvolvimento pessoal e de que forma isso afetou o meu dia?

- Quais foram os problemas/dificuldades que encontrei e de que forma afetaram o meu dia? O que é que aprendi com isso?

- De que forma prejudiquei ou ajudei pessoas significativas? De que forma estas situações - afetaram o meu dia?

- Como é que me senti hoje e o que é que gerou estes sentimentos? O que é que podia fazer diferente?

Caso deseje enriquecer este trabalho escrito, pode partilhar o conteúdo com uma pessoa(s) significativa(s) e disponível. Seleccione uma pessoa que consiga distanciar-se emocionalmente, a fim de você conseguir receber um feedback construtivo. Pratique a escuta ativa sem interromper.

João Alexandre Rodrigues

Addiction Counselor

http://recuperarequeestaadar.blogspot.com

http://maisvaleprevenirdoqueremediar.blogspot.com

http://www.facebook.com/joaoalexx

Comentários