Lições de vida

Ao longo da vida acumulamos experiência, conhecimento e valores

Algumas dessas experiências revelaram-se autênticas lições, cujo efeito ainda permanece presente nas memórias e acabou por moldar significativamente a nossa personalidade.

Não temos qualquer conhecimento sobre o nosso nascimento, mas sabemos com certeza que foi uma experiência significativa e fantástica. Falo por experiência própria, porque assisti ao nascimento do meu filhote.

Quando nascemos estamos totalmente indefesos e frágeis, mas rapidamente aprendemos o valor da segurança (dependência do mimo), das pessoas, da alimentação e do descanso. Após o nascimento o nosso cérebro dá os “primeiros passos”, sempre curioso e ávido de experiências e sensações.

Quando nascemos trazemos um “programa” que nos permite sobreviver. Gradualmente, ao longo dos anos, vai-se atualizando, transformando, o que nos permitiu sobreviver até agora. Se já chegamos até aqui, somos sobreviventes resilientes, considerando que estamos expostos aos mais diversos perigos.

Como é que conseguimos adaptar, evoluir e desenvolver as competências ao longo da nossa existência (competências cognitivas, emocionais e espirituais)? Estamos frustrados ou felizes com a vida? Sentimo-nos sós, abandonados e/ou inadequados ou possuímos relações positivas e duradouras, somos reconhecidos e aceites? Quais foram os critérios que utilizámos a fim de desenvolvermos nossas prioridades?

Alguns exemplos de lições de vida que marcam o nosso devir: Sobreviver a uma doença ou a um acidente, pessoas significativas (mentores) que marcaram a nossa existência, ultrapassar a depressão, o divórcio, o desemprego, a crise, a adição ativa, a perda de um ente querido, etc.

continua na página seguinte

Comentários