Leva a vida muito a sério?

Desperdiçamos demasiado tempo a exigir, a pedir, a criticar, a ressentir e a culpar

É excessivamente crítica de si própria? Normalmente, sente-se insegura quanto a tomar decisões relevantes?

Desperdiçamos demasiado tempo preocupados com aquilo que nos faz falta, aquilo que não devemos e/ou não podemos fazer. Desperdiçamos demasiado tempo concentrados com aquilo que irá acontecer amanhã. Aquilo que os outros pensam de nós e na falta de tempo. Desperdiçamos demasiado tempo a exigir, a pedir, a criticar, a ressentir e a culpar.

Se permanecermos demasiado tempo tristes, cansados, negativos, sozinhos, zangados estaremos aptos a usufruir dos momentos mágicos de felicidade e conhecimento duradouro que estão para acontecer? A vida não cristaliza, mas nós podemos cristalizar no negativismo.

Se você soubesse o que sabe agora, o que é que mudaria no seu comportamento há seis meses ou há um ano atrás? Qual era diferença?

Parar ou continuar. E se você não estiver a obter os resultados que pretende, em relação a alguns dos seus projectos pessoais? Vai ser persistente ou parar? A resposta a esta questão não é simples, do tipo: 1. Continuar ou 2. Parar.

Todavia, independentemente de parar ou continuar, sabemos que existem duas respostas possíveis: A. Alguma coisa positiva está prestes a acontecer ou B. Estamos a aprender algo com esta experiência.

"Uma boa cabeça e um bom coração formam sempre uma combinação formidável" Nelson Mandela

Exclusivamente para si, boa semana!

Comentários