Como se relaciona com os outros?

Sete questões para refletir na forma como se relaciona em sociedade

1. Somos dependentes dos relacionamentos uns com os outros, nesse sentido, a forma de reforçar os vínculos é através da comunicação. Quando conseguimos comunicar e gerar sintonia com outra pessoa esse feito pode ser considerado uma verdadeira vitória porque reforça a necessidade de pertencer versus a rejeição. Comunicar é escutar aquilo que o outro diz (conteúdo) e aquilo que ele quer dizer (significado).

2. Se detestamos que os outros invadam a nossa privacidade e/ou questionem a nossa integridade através de intrigas, boatos e calúnias porque é que fazemos a mesma coisa? Ao contrário daquilo que pode pensar, desenvolvemos a nossa consciência à medida que adquirimos a consciência do outro.

3. O amor é o principal vínculo do qual dependemos a fim de pertencer e sentirmos segurança – porto seguro. O amor ou a rejeição (do amor) podem revelar o melhor e/ ou pior do ser humano. Amar o outro, sem o devido amor-próprio, revela-se reconfortante mas desprovido de honestidade, intimidade e de compromisso. Apesar de muito se dizer e escrever, muitas questões importantes sobre o amor ainda permanecem ocultas.

4. Duas das características que mais admiramos no outro são a coragem e a honestidade.

5. Desde o nível mais básico ao mais complexo, da nossa consciência, dependemos do amor a fim de evoluirmos. O amor não se resume a um sentimento, é um fenómeno muito mais complexo, maravilhoso e misterioso. São um conjunto de variações de energias da natureza indispensáveis para uma vida plena.

6. Quando conseguimos partilhar alguns dos nossos problemas existenciais com as outras pessoas, ficamos perplexos porque na realidade o nosso problema não é único. Foi, antes, porque decidimos esconde-lo, e a vergonha assumiu diversos significados disfuncionais na nossa mente confusa. Quando partilhamos os sentimentos dolorosos descobrimos que algumas pessoas também se confrontam com sentimentos idênticos. Se houvesse mais empatia a complexidade dos relacionamentos de intimidade seria menos angustiante.

7. As pessoas mais felizes gostam de pessoas, seja feliz.

João Alexandre Rodrigues

Addiction Counselor

http://recuperarequeestaadar.blogspot.com

http://maisvaleprevenirdoqueremediar.blogspot.com

http://www.facebook.com/joaoalexx

Comentários