A nossa fonte de conhecimento

A nossa experiência e as nossas competências estão diretamente relacionadas com a forma como pensamos e decidimos

De acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa, a palavra conhecimento significa, entre outras definições “experiência”.

Experiência (de vida) deriva do verbo fazer, requer ação. Ultimamente, derivado à crise actual, muito se tem falado sobre competências individuais e sociais. Sabia que as competências são adquiridas através do conhecimento. Quais são as suas fontes de conhecimento quanto ao seu desenvolvimento pessoal (competências)?

Por isso, quando somos sujeitos a determinadas situações complicadas e/ou dolorosas, ao longo da vida, imediatamente as nossas fontes de conhecimento e as competências são questionadas, e afirmamos “É complicado…e agora? Como é que faço?”

Na realidade, optamos, na maioria das vezes, por atalhos, de forma a ludibriar a fonte de desconforto e/ou dor, queremos a todo o custo o alívio e a sensação de bem-estar.

Uma das formas mais comuns é negar os sentimentos associados ao medo, porque desenvolvemos crenças de que a vulnerabilidade é sinónimo de impotência e perda de controlo. Na verdade e graças à investigação, estas crenças disfuncionais são um mito. Existe poder (conhecimento) na vulnerabilidade (competência).

O nosso conhecimento (experiência) e as nossas competências estão diretamente relacionadas com a forma como pensamos e decidimos. Alguns investigadores acreditam que não há nada mais prático do que uma boa teoria. Se as coisas que aprendemos não possuem valor pratico, talvez estejamos a pesquisar  em temas que não são relevantes

continua na página seguinte

Comentários