7 coisas que pode fazer para mudar a sua vida

Insatisfeito com o rumo do seu quotidiano? Dois autores norte-americanos sugerem um conjunto de ações que podem imprimir a mudança que necessita.

Um estudo da Universidade de Bath, em Inglaterra, diz que trocar de casa ou de cidade é meio caminho andado para conseguir alterações efetivas. Mas não tem de ser tão radical. Não deixe que os seus padrões de personalidade e de comportamento o limitem. Comece com estas seis pequenas mudanças que retirámos do livro «O caminho da vida» de Michael Puett e Christine Gross-Loh, publicado em Portugal pela editora Lua de Papel, que podem gerar grandes mudanças na sua vida.

1. Pare de tentar encontrar-se

As suas qualidades e defeitos são apenas hábitos e não uma fatalidade. Além disso, está em permanente mudança, e a sua personalidade está também associada à interação que tem com os outros.

2. Acabe com as brigas de família

Está a ter uma discussão com a sua mãe, que fica irritada. Em vez de lhe responder do mesmo modo, sorria e diga que respeita a sua opinião. Estes gestos simples podem acabar com a discussão, se responder da mesma maneira só vai fazer com que a discussão não termine.

3. Sorria a um estranho

De acordo com os filósofos chineses, somos influenciados pelas pequenas coisas que os que nos rodeiam fazem. Por isso, se sorrir a um estranho, vai tornar o dia dessa pessoa melhor e o seu também. Se mostrar um ar carrancudo, isso só vai piorar o seu humor e o do outro.

4. Vá ao encontro da sua cara-metade

Um simples olá não é suficiente. Mesmo que esteja a cozinhar ou a ver televisão, pare o que está a fazer para receber o recém-chegado. Isso faz com que transpareça que não o dá por garantido e que presta atenção à sua existência.

5. Faça algo que não domina

Geralmente, somos incentivados a fomentar os nossos pontos fortes e a esquecer os fracos, mas isso limita-nos. Escolha algo em que não é muito boa, saia da sua zona de conforto e tente. Vai ver que pode desenvolver uma nova valência, o que será muito divertido.

6. Respire antes de entrar numa reunião

Demora apenas um fração de segundos, mas pode mudar o rumo da reunião. Este pequeno gesto ajuda-a a estar mais recetiva às ideias de todos os que estão presentes em vez de apenas se preocupar com as suas ideias.

7. Seja inautêntico

Podemos sempre tornar-nos pessoas melhores e nem sempre somos quem pensamos ser. A autenticidade não é libertadora. Tem de se ver para além do que se julga ser. A maioria dos rótulos são padrões de comportamento que devem ser quebrados.

Texto: Rita Caetano

artigo do parceiro:

Comentários