Úlcera gástrica

Como aliviar esta dor que pode tornar-se recorrente caso não seja tratada adequadamente

É uma lesão (ferida) na mucosa que reveste as paredes do estômago.

A primeira é a infecção por uma bactéria chamada Helicobacter Pylori, que debilita o revestimento mucoso que protege o estômago, fazendo com que o ácido estomacal e a bactéria cheguem à zona delicada que se encontra por baixo desse revestimento e formem uma chaga ou úlcera. A segunda causa é o uso continuado de ácido acetilsalicílico ou de medicamentos anti-inflamatórios, como o ibuprofeno.

Sintomas

Mal-estar estomacal que aparece e desaparece durante vários dias ou semanas; surge entre duas a três horas depois de se comer ou a meio da noite, quando o estômago está vazio. A dor é aliviada comendo ou tomando antiácidos.

Tratamento

Combinam-se, durante duas semanas, três fármacos diferentes: antibióticos que destroem a bactéria Helicobacter Pylori, supressores do ácido, que diminuem a secreção de ácido gástrico, e protectores do revestimento estomacal.

Causas

Falsos mitos

Durante quase cem anos acreditou-se que as úlceras eram causadas por alimentos muito picantes, pelo stress ou pelo consumo de álcool. Hoje em dia já se sabe que nenhum destes factores é a verdadeira causa.

Prevenir a infecção

A Helicobacter Pylori pode transmitir-se de pessoa para pessoa através da saliva ou por exposição ao vómito ou às fezes. Por isso, é recomendável lavar as mãos depois de ir à casa-de-banho e evitar ingerir alimentos em locais pouco higiénicos. Ainda assim, nem todas as pessoas infectadas desenvolvem uma úlcera.


artigo do parceiro:

Comentários