Terapia linfo-energética aplicada à medicina dentária

Útil em todas as cirurgias da cavidade oral

Não é muito vulgar encontrar quem goste, verdadeiramente, de ir ao dentista. Embora, hoje em dia, graças às inúmeras tecnologias existentes, a dor seja praticamente inexistente, existe sempre uma certa ansiedade que antecede um tratamento dentário.

Mas não tem de ser assim. Com o objetivo de proporcionar ao doente bem-estar e relaxamento, entre outros benefícios, a terapia
linfo-energética aplicada à medicina dentária, conceito inédito em Portugal, é agora disponibilizada por uma clínica.

A clínica 32 Senses Advanced Oral Care importou o conceito para território nacional e promete transformar a visita ao dentista num momento de prazer. «A terapia linfo-energética é um método de drenagem que ativa a circulação sanguínea, oxigenando as células e estimulando o sistema imunitário, traduzindo-se em suaves massagens na zona do rosto e do pescoço», explica Carlos Falcão, diretor técnico do Grupo 32 Senses.

«Quando realizada no pré e pós procedimento médico, acelera o fluxo linfático e reduz drasticamente o edema, aliviando a dor e facilitando a cicatrização, para além de proporcionar relaxamento e bem-estar», acrescenta o especialista.

As várias aplicações da terapia

Ao nível geral, esta terapia é utilizada, normalmente, «depois de qualquer cirurgia em que esteja implicado diretamente o sistema linfático, nomeadamente na cirurgia estética, vascular e até mesmo em cirurgia geral em que haja a possibilidade de formação de edema. Nestes casos, aconselha-se a execução de drenagem linfática manual, uma vez que nos referimos ao corpo e não ao rosto», refere Carlos Falcão.

A ideia de trazer, para Portugal, este conceito aplicado à medicina dentária, «surgiu no contexto de uma conceção global única de medicina dentária, visando complementar bem-estar e beleza, e em que os procedimentos médicos são complementados pela vertente de bem-estar, porque para nós cada tratamento deve ser, acima de tudo, um prazer para os pacientes», elucida o diretor técnico do Grupo 32 Senses.

Comentários