Terá o meu filho um desenvolvimento da Linguagem adequado à idade?

Por Cátia Bastos, Terapeuta da Fala SpeechCare
É importante refletir sobre a forma como a criança explora e apreende os conceitos do novo mundo que a rodeia. Compreender o papel das brincadeiras do faz de conta e do esconde esconde, o aparecimento das primeiras palavras e como surgem finalmente as frases, tornam o desenvolvimento da criança um desafio.
Ao longo do seu desenvolvimento as crianças vão aprendendo a comunicar de acordo com as regras da comunidade onde estão inseridas e o estímulo que recebem. É, então, através da interação de vários fatores (biológicos, psicossociais, cognitivos e biológicos que as crianças desenvolvem a linguagem).
Qual a importância do saudável desenvolvimento linguístico? 
As crianças com alterações ao nível da linguagem e da fala, poderão ter dificuldades ao nível da socialização, aprendizagens (nomeadamente da leitura e da escrita) e podem comprometer de forma decisiva o sucesso escolar.
Desta forma, é fundamental que cuidadores (pais, educadores de infância) estejam atentos a determinados sinais de alarme, de forma a não comprometer a igualdade de oportunidades destas crianças.
Quais os sinais de alarme no desenvolvimento da linguagem?
Até aos 16 meses: Não reage a sons nem dirige o olhar para a fonte sonora; Não sorri nem estabelece contato ocular; Não produz nenhum som;
Até aos 2 anos: Não responde ao nome; Não diz nenhuma palavra de forma correta; Não identifica objetos que lhe são familiares; Não compreende o “Não”, nem ordens simples (ex: Dá-me a bola);
Até aos 4 anos: Vocabulário reduzido e pouco inteligível; Discurso de difícil compreensão: troca de sons frequentes;
Depois dos 4 anos: Não compreende nem conta histórias ou acontecimentos do dia-a-dia, Não faz perguntas; Gagueja com esforço físico associado, fica rouco com frequência; dificuldade em compreender o que a criança diz.
 
Preocupados em relação ao desenvolvimento da linguagem e fala da criança? O que fazer?
O Terapeuta da Fala é o profissional habilitado para avaliar e aconselhar estas alterações. A intervenção precoce, tal como em todos os distúrbios é a mais eficaz. Numa era em que a expressão Custo-Benefício está na ordem do dia, nunca é demais procurar aconselhamento junto de um profissional qualificado e assim assegurar o melhor para o seu filho
Quer saber mais? Tem dúvidas?
Envie-nos em email para geral@terapiafala.com
Por Cátia Bastos, Terapeuta da Fala SpeechCare
artigo do parceiro:

Comentários