Stress

3 técnicas que podem ajudá-lo a evitar esta alteração emocional

É a resposta do organismo a determinadas circunstâncias externas que alteram o equilíbrio emocional, provocando angústia, frustração e ansiedade.

Nesta reacção estão envolvidos o cérebro, os nervos, o coração e os sistemas endócrino e digestivo. O cérebro envia sinais químicos que activam a secreção de hormonas na glândula supra-renal. Esta situação provoca uma reacção em cadeia no organismo.

O coração bate mais depressa, aumentando a pressão arterial; o sangue é desviado dos intestinos para os músculos e o nível de insulina aumenta para permitir que o corpo metabolize mais energia.

Sintomas

Insónia, ansiedade, palpitações, disfunção sexual, indigestão, brotoeja e enxaquecas são alguns dos sintomas a que deve estar atento.

Tratamento

Se for prolongado, requer acompanhamento médico que pode passar pela prescrição de calmantes, antidepressivos ou betabloqueantes. Também se pode recorrer à psicoterapia.

Conselhos preventivos

- Faça exercício. Praticar exercício diariamente ou aprender técnicas de relaxamento são duas formas muito eficazes de prevenir e combater o stress.

- Desabafe. Não guarde os problemas só para si porque vai apenas acumular mais angústia. Desabafe com o seu marido e com os seus amigos, e apoie-se neles. Vai ver como deixam de parecer tão angustiantes.

- Vá ao médico. Se o stress se prolongar durante semanas, peça ajuda ao seu médico de família. Não se automedique nem recorra ao álcool para relaxar.



artigo do parceiro:

Comentários