Sr. Músculo: Os reforços certos antes de uma peregrinação

Antes de uma grande jornada é importante rever o impacto da suplementação alimentar associada ao exercício físico.

O Magnésio é um mineral essencial para produção de energia, síntese de proteínas e contracção muscular normal. Não sendo produzido pelo organismo, é ingerido através de alimentos e/ou suplementos.

Os atletas têm mais tendência a eliminar magnésio pela urina e suor em períodos de exercício intenso. As necessidades deste grupo são 10 a 20% superiores às de pessoas sedentárias.
Associadas à carência de magnésio estão as lesões musculares, dificuldades na recuperação, fadiga precoce e diminuição do desempenho físico.

O Potássio, outro elemento inorgânico que o organismo só obtém pela alimentação ou toma de suplementos, é importante na contracção muscular, transmissão dos impulsos nervosos, funcionamento do sistema cardíaco e manutenção do equilíbrio dos fluidos corporais.

O exercício físico aumenta a eliminação do potássio tal como o magnésio. Assim, os desportistas devem ingerir doses mais elevadas de potássio, para prevenirem dores musculares, lesões, cãibras e contracturas musculares, e para garantirem a regeneração celular. A dose adequada de potássio deve ser monitorizada com cuidado para evitar consequências cardíacas, musculares ou renais.

Consulte o seu farmacêutico para orientação sobre a alimentação e suplementação adequadas a cada situação. Especialmente perante exercício intenso – como é o caso das peregrinações a Fátima ou romarias na ilha de São Miguel, nos Açores.

Texto de M. Filomena Borges da Pontea (Farmacêutica)

Saiba mais na Revista Saúda

artigo do parceiro:

Comentários