Salmão previne a depressão

Uma alimentação rica em ácidos gordos pode evitar esta alteração comportamental

Uma dieta pobre em ácidos gordos ómega 3 pode contribuir para o desenvolvimento de alterações comportamentais como a depressão.

Estes ácidos gordos já tinham sido associados a este fenómeno. No entanto, de acordo com os autores de um estudo realizado com ratos e publicado online em Nature Neuroscience, esta é a primeira vez que são apresentadas provas biológicas para a ligação.

Os autores desta investigação alertam que são, no entanto, necessários mais estudos sobre a matéria.
De qualquer maneira, se aprecia este peixe, mesmo que não sofra de tendências depressivas, deve procurar inclui-lo regularmente na sua alimentação, uma vez que este peixe é rico em ácidos gordos ómega 3, que fortalecem a saúde cardiovascular, controlam os níveis de colesterol, facilitam a digestão e aumentam a capacidade do corpo para queimar gordura. Além disso, o salmão é também uma boa fonte de vitaminas A, B12, D e E, ácido fólico, cálcio e selénio.

artigo do parceiro:

Comentários