Refluxo gastroesofágico

Indicamos-lhe cinco soluções práticas para evitar ou reduzir a acidez

O refluxo gastroesofágico caracteriza-se por um retrocesso de sucos digestivos ácidos do estômago para o esófago (que carece de um revestimento protetor), provocando dor, inflamação e outras lesões.

O ácido reflui quando o esfíncter esofágico inferior não funciona adequadamente. Comer muito e muito rapidamente, deitar-se logo após as refeições, o fumo do tabaco, o consumo de cafeína e alguns medicamentos, (em especial os antidepresssivos, anti-inflamatórios e sedativos) podem agravar o problema.

Sintomas


O mais óbvio é o ardor, uma sensação de queimadura por detrás do esterno. Geralmente, ocorre depois das refeições ou quando a pessoa está deitada (a força da gravidade contribui para o refluxo). Pode ser acompanhado de regurgitação do conteúdo do estômago para a boca ou duma salivação excessiva.

Tratamento

Os antiácidos proporcionam alívio rápido à acidez ocasional. Não devem, contudo, ser utilizados durante mais de dois meses consecutivos.

Como prevenir

1. Dissolver uma colher pequena de vinagre de cidra (de maçã) em meio copo de água e bebê-lo em pequenos goles durante a refeição ajuda a evitar a acidez.

2. Substituir condimentos fortes por ervas aromáticas reduz a acidez.

3. Elevar a cabeceira da cama cerca de 15 cm, pode fazer com que o ácido não chegue a entrar no esófago.

4. É aconselhável evitar o café, o álcool e outras substâncias que estimulam fortemente a produção de ácido do estômago.

5. Modere o consumo de gorduras, chocolate, e tabaco, pois aumentam a tendência do esfíncter esofágico inferior para deixar passar líquido.

Comentários