Reabilitação facilitada após o tratamento do cancro da mama

O número de produtos no mercado que ajudam a mulher a manter a sua imagem corporal após uma mastectomia ou cirurgia conservadora é hoje maior e a oferta mais completa

Apesar de difícil, esta fase pode ser suavizada. A reabilitação é feita após o tratamento da doença e tem por objetivo prevenir e minorar o défice funcional, bem como as possíveis complicações que podem surgir na sequência da cirurgia e as eventuais perturbações emocionais e sociais, procurando assim melhorar a qualidade de vida da doente. Após a cirurgia mamária, a mulher tem hoje ao seu dispor várias formas de manter a sua imagem corporal.

Existem no mercado soutiens e fatos de banho adaptados ao uso de próteses externas, sendo esta uma solução para quem está ainda a aguardar pela cirurgia reconstrutiva ou simplesmente opta por não a fazer. A cirurgia plástica de reconstrução é sem dúvida cada vez mais solicitada. Mas a reabilitação engloba também a medicina física e de reabilitação, o apoio psicológico e social, numa abordagem que deve ser multidisciplinar.

Relativamente aos produtos existentes para mulheres mastectomizadas ou submetidas a cirurgia conservadora, as próteses externas, os soutiens, os fatos de banho, permitem o seu retorno à vida quotidiana. Todos os soutiens e fatos de banho adaptados para o uso de próteses possuem uma bolsa interior para a sua colocação, evitando que esta saia da posição adequada. Esta bolsa pode, em certos casos, ser adaptada a soutiens que a mulher já possuía antes da cirurgia, permitindo o aproveitamento dos mesmos.

O recurso a próteses externas

No que respeita às próteses externas, existem múltiplas variedades, com diferentes formas, dimensões e propriedades, de forma a que a mulher possa escolher a que melhor se lhe adapte. Existem próteses e soutiens para o período inicial pós-operatório. Relativamente às próteses, são leves, tornando-se confortáves. Os soutiens são de abertura frontal, sendo mais fáceis de vestir, pois evitam os movimentos de rotação do tórax indispensáveis no uso de um soutien normal.

Há próteses cujo material de confeção permite uma adaptação aos movimentos do corpo, dando um aspeto muito natural. Por exemplo, quando a mulher se deita, a configuração assumida pela prótese assemelha-se à da mama. Há ainda próteses com uma almofada de gel na superfície que fica em contacto com o tórax, que permite a absorção da transpiração. Estão particularmente indicadas nas mulheres com excesso de transpiração.

Muitas mulheres sofrem desse problema em resultado de tratamentos hormonais, da menopausa, da prática de atividades desportivas ou porque simplesmente vivem em climas quentes. Também existem próteses com uma película aderente que permite a sua fixação ao tórax. Estas só podem ser usadas seis meses após a cirurgia, quando já há uma boa cicatrização. Igualmente para os banhos de piscina e de mar são fabricadas próteses especialmente programadas para esse fim.

Veja na página seguinte: A necessidade de recorrer a películas de proteção das próteses

Comentários