Químicos afetam qualidade do esperma

Pastas de dentes e protetores solares podem incluir substâncias nocivas

A Comissão Europeia está a rever as políticas de utilização industrial de desreguladores endócrinos, químicos que interrompem o processo natural das hormonas, presentes em produtos de cuidado pessoal.

Depois de haver indícios de que estes químicos afetavam a reprodução humana, agora uma equipa de investigadores da Alemanha e da Dinamarca descobriu a ligação direta entre a exposição aos desreguladores endócrinos de produtos industriais e os efeitos sobre a função do esperma humano.

De acordo com o estudo, estes químicos, presentes na fórmula química do triclosan (um agente antibacteriano presente em pastas de dentes) e do 4-metilbenzilideno cânfor (presente em protetores solares) afetam a mortilidade dos espermatozoides e dificultam a entrada no ovo, podendo ter impacto na fertilidade. Segundo dados divulgados em 2013, a infertilidade masculina afeta um em cada 10 casais portugueses, sendo o homem responsável, em média, por cerca de 30% dos problemas de infertilidade dos casos de infertilidade registados.

artigo do parceiro:

Comentários