Pernas leves

Como prevenir e tratar varizes, dores e sensação de cansaço

Os períodos de maior calor tendem a ser um dos inimigos das suas pernas.

«É impossivel corrigir fatores genéticos, por isso, a prevenção deve ser uma prioridade. Mexa-se, caminhe, faça exercício regular, beba muita água, hidrate a pele e não ingira bebidas alcoólicas, nem gaseificadas».

Estes são alguns dos conselhos que Paulo Correia, cirurgião vascular, deixa a quem sofre de pernas cansadas e varizes.

Na base destes problemas encontra-se a doença venosa crónica (DVC). Esta patologia traduz-se na má circulação dos vasos sanguíneos no percurso entre os membros inferiores e o coração. O sangue fica estagnado nas veias, afetando a zona capilar da pele e promovendo o aparecimento de derrames.

O que é a DVC

Com a contínua dilatação das veias, surgem as varizes. Segundo o especialista em doenças venosas Paulo Correia, «esta doença manifesta-se por dor, cansaço, peso e mal-estar nas pernas, bem como pelo aparecimento de varizes e derrames nas pernas e coxas. Este problema pode também surgir via genital, atingindo tanto o sexo masculino como feminino».

Alvos preferenciais

Esta patologia incide, maioritariamente, em adultos entre os 20 e os 50 anos, com particular ênfase no sexo feminino. «Um dos fatores de risco é a herança genética, pelo que pessoas com historial familiar de DVC devem estar atentas e consultar com regularidade o médico», afirma Paulo Correia. Além disso, existem profissões de risco propícias ao desenvolvimento das doenças venosas, nomeadamente aquelas que implicam longas permanências em pé.

As pessoas com uma vida muito sedentária são também um alvo comum, mas outros fatores podem agravar o problema, como «gravidez, obesidade, uso de contracetivos hormonais ou os tratamentos hormonais pós-menopausa», exemplifica.

Comentários