Neste Carnaval tenha cuidado com as cornetas

Ruído elevado pode provocar perda de audição, zumbido, ansiedade e até depressão.
créditos: pixabay

A altura é de folia! A compra dos fatos, a maquilhagem que se vai usar, decidir a que festa se vai, os desfiles que se vão assistir, entre outros, fazem parte de todo um ritual carnavalesco quer seja para adulto ou criança. No entanto, há algumas situações que podem ser verdadeiras inimigas para a saúde auditiva; a música elevada é um exemplo; e quem o garante é a GAES – Centros Auditivos.

Um adulto submetido a um ruído demasiado alto poderá desenvolver problemas como ansiedade ou até mesmo depressão por isso, no caso das crianças, os problemas auditivos que poderão desenvolver são igualmente preocupantes. Na verdade, o desconforto dos mais pequenos pode passar despercebido aos pais, gerando irritação, zumbido, provocando uma perda auditiva irreversível. Tanto na rua como em ambientes fechados, os cuidados com a audição devem ser os mesmos. “Nos dias de festa, a maioria das pessoas não se apercebe que o ruído ao seu redor é capaz de provocar lesões graves na audição”, alerta Alexandra Marinho, audiologista da GAES – Centros Auditivos. “Os sintomas podem desaparecer mas os efeitos da exposição ao som elevado podem aparecer com o passar do tempo, já que a perda auditiva é cumulativa e o organismo não consegue produzir células auditivas saudáveis”, explica.

Fundada em 1949, a GAES - Centros Auditivos, é líder ibérica no setor da correção auditiva e a sua atividade cobre desde a fabricação de aparelhos auditivos, até à sua distribuição e adaptação nos centros auditivos GAES. Comercializa também todos os produtos relacionados com proteção auditiva e sistemas complementares de comunicação.

artigo do parceiro:

Comentários