Não vire a cara à rosácea

A Rosácea é uma doença de pele crónica, vascular e inflamatória

Para muitas pessoas, um rosto rosado ou corado é uma experiência normal no ser humano, ocorrendo na maioria dos casos durante um curto espaço de tempo, em especial quando experimentamos emoções fortes como embaraço, stress ou raiva. Contudo, para os 10% da população mundial que sofre de Rosácea, a vermelhidão facial é uma constante e não tem cura.

O que é a Rosácea?

A Rosácea é uma doença de pele crónica, vascular e inflamatória, que afeta cerca de 40 milhões de pessoas em todo o mundo.4 Esta patologia apresenta vários sintomas que oscilam entre períodos de alívio e irritação.

Sintomas primários da rosácea:

• Vermelhidão facial transitória entre diferentes zonas do rosto
• Vermelhidão facial persistente
• Pápulas e Pústulas (borbulhas) no rosto
• Pequenos vasos sanguíneos visíveis no rosto

Sintomas secundários da rosácea:

• Sensação de ardor e desconforto no rosto
• Aspeto seco da pele do rosto
• Espessamento da pele em algumas zonas da face como maçãs do rosto, nariz, queixo e testa
• Irritação ocular e sensibilidade à luz, olhos lacrimejantes
• Inchaço do rosto (causado por acumulação excessiva de fluxo sanguíneo)

Muitas pessoas que sofrem de rosácea negligenciam esta patologia, assumindo que a vermelhidão facial ocorre simplesmente porque têm propensão para corar facilmente ou porque têm uma maior sensibilidade ao sol. Contudo, a vermelhidão facial ou eritema é uma das principais formas de manifestação da rosácea, afetando essencialmente a zona central da face – maçãs do rosto, nariz, queixo e testa.

O tratamento desta patologia é muito importante para os doentes, uma vez que esta afeta significativamente a sua qualidade de vida, desencadeando reações de ansiedade, isolamento, insegurança, fraca autoestima e constrangimento social.

O que é a vermelhidão facial associada à rosácea?

A vermelhidão facial ou eritema é o principal sintoma de rosácea. Esta manifestação tem origem no aumento do fluxo sanguíneo na região da face, que por sua vez dilata os pequenos vasos sanguíneos do rosto que se tornam visíveis à flor da pele. No entanto, a vermelhidão facial é muitas vezes confundida com acne, eczema, alergia ou resultado de uma excessiva exposição solar.

Comentários