Na pele do homem

Os conselhos de uma dermatologista para manter a sua pele saudável

Os homens, tal como as mulheres, querem ter uma pele hidratada, suave e com um aspeto saudável.

No entanto, apenas 23 por cento considera que trata adequadamente do seu rosto. Esta é a conclusão de um estudo pan-europeu levado a cabo pela marca Gilette e que demonstra que os rituais de beleza masculinos ainda ficam muito aquém das necessidades.

Apesar disso, «uma coisa é certa, aqueles que começam a cuidar da pele já não conseguem sair de casa sem o fazer», sublinha a dermatologista Marília Fonseca, que nos revelou as especificidades da pele do homem e apontou os cuidados de que deve ser alvo diariamente. Para além do rosto e corpo, abordaremos também o cabelo e a transpiração, dois fatores importantes para o sexo masculino quando o tema é a beleza.

Diferenças visíveis

A pele do homem e da mulher têm a mesma estrutura de base mas, tal como afirma Marília Fonseca, as suas «características são muito distintas em termos de tolerância e de composição». Em traços gerais, «a pele masculina é mais espessa, tem os poros mais dilatados e maior quantidade de glândulas sebáceas que a feminina, sobretudo, devido às hormonas (a presença de testosterona condiciona muito a pele)», realça.

Outro aspecto relevante quando se fala da pele deles é o ato de barbear, que para muitos homens é diário e representa uma agressão que irrita a cútis e diminui a película hidrolipídica que a protege das agressões externas. Fazer a barba está na origem de fissuras, desidratação e até da foliculite (lesões provocadas por pelos encravados).

Fatores de envelhecimento

Apesar das agressões constantes, a pele masculina é mais resistente que a feminina, o que explica que tendencialmente envelheça mais tarde. «Para além de terem uma pele mais oleosa e resistente, os homens não passam pelas alterações hormonais que a mulher sofre quando deixa de ter estrogénios, altura em que há uma quebra da sua função hormonal e que provoca uma excessiva secura da pele e um envelhecimento mais acentuado», explica Marília Fonseca.

Os fatores de envelhecimento, excetuando os hormonais, são idênticos. O sol, a desidratação, a alimentação incorreta, o tabaco, a poluição e até o stress afetam negativamente a pele masculina. «Atualmente, os homens já começam a estar mais atentos e a usar produtos antienvelhecimento e protetor solar, não só na praia, mas também durante a prática desportiva em ambientes exteriores. Essa proteção é tão importante no homem como na mulher, pois o cancro da pele é uma doença que não faz distinções de sexo», garante.

Comentários