Litíase biliar

Uma doença que consiste na formação de cálculos na vesícula biliar

Litíase equivale à presença de cálculos ou pedras, pequenas formações sólidas, móveis, numa cavidade de um órgão ou num canal.

Biliar significa que as pedras se encontram nas zonas onde a bílis se armazena, na chamada vesícula biliar, ou na via biliar.

Trata-se da formação de cálculos na vesícula biliar, consequência da cristalização de bilirrubina e colesterol, presentes na bílis.

Sintomas

O principal sintoma é a dor ou cólica na zona do estômago ou debaixo das costelas à direita, podendo estender-se para o lado esquerdo, para as costas, para o peito ou abdómen. Por vezes, estas dores são acompanhadas de enjoos, vómitos, suores e palidez. As dores devem-se ao entupimento do canal cístico ou da via biliar por um cálculo. Podem ocorrer complicações por inflamação da vesícula, das vias biliares ou do pâncreas. Nestes casos, a dor pode ser mais forte e durar mais tempo.

Diagnóstico

O melhor exame para a realização do diagnóstico é a ecografia abdominal.

Tratamentos

Os mais comuns são:

- Cirurgia
A colecistectomia (extracção da vesícula) é o tratamento ideal da litíase vesicular. Pode ser feita por via clássica ou via laparoscópica, sendo a última mais recomendada porque é menos dolorosa e de recuperação mais fácil.

- CPRE (exame endoscópico às vias biliares e pâncreas)
Quando os cálculos estão nas vias biliares, o tratamento deve ser tentado por esta via.

- Outras formas de tratamento
Embora utilizados muito raramente, podem tratar-se os cálculos mediante dissolução com medicamentos ou litotrícia por ondas de choque (partir os cálculos). Contudo, estes procedimentos só são recomendados quando for muito arriscado operar o doente. Nestes casos, os cálculos podem voltar a aparecer, uma vez que a vesícula não é retirada.

Fatores de risco

De acordo com a Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, estes são os mais comuns:

- Obesidade
- Alimentação rica em gorduras animais e pobre em vegetais e fruta
- Falta de exercício físico
- Perda rápida de peso
- Longos períodos de jejum
- Toma de hormonas e contracetivos
- Idade (mais de 40 anos)
- Sexo feminino
- Litíase em familiares
- Gravidez
- Diabetes
- Anemias hemolíticas
- Cirrose do fígado



Comentários