Já pensou em salvar uma vida hoje?

Aceite o desafio de se tornar num dador de sangue

Gostava de dar sangue e não sabe por onde começar?

Tem dúvidas sobre a sua importância, contraindicações ou o processo de recolha de sangue? Se respondeu afirmativamente à maioria das questões, este artigo é para si. O acto é simples mas grandioso.

Sabia que bastam cerca de 30 minutos para que a sua dádiva possa salvar uma vida?

Comecemos então pelo princípio. Para dar sangue, não precisa de se inscrever previamente, basta aparecer num dos locais onde se realizam recolhas de sangue. Aceda à página www.ipsangue.org e fique a conhecer todos os sítios, datas e horários das inúmeras brigadas de sangue que percorrem o país.

Existem também alguns hospitais em Lisboa com este serviço à disposição, como por exemplo, o Instituto Português de Oncologia e o Hospital de São José. Para quem prefere um local mais comum, todos os anos a Mundicenter promove a Campanha de Recolha do Sangue nos seus shoppings (Amoreiras, Arena Shopping, Braga Parque, Odivelas Parque, Oeiras Parque e Spacio Shopping), na altura do verão.

Dirija-se ao local que lhe for mais conveniente, leve um documento identificativo e disponha-se a «arregaçar as mangas». Ser-lhe-á pedida alguma informação pessoal. «Tomamos nota dos dados pessoais do candidato para a eventualidade de ser necessário contactá-lo mais tarde», explica Leonilde Outerelo, responsável pelo Serviço de Promoção e Colheita do Centro Regional de Sangue de Lisboa do IPS (CRS L/IPS).

Comentários