Intervenção em pessoas adultas que gaguejam. Será que vale a pena?

As sociedades tipicamente investem nos mais novos, ou seja nas crianças e jovens, porque eles são o futuro. Nos mais velhos persiste muitas vezes a duvida: será que ainda vale a pena? Porque duvidam os adultos?
créditos: AFP

Por variadíssimos motivos, os quais não conseguimos listar na totalidade, apenas referir alguns:

  • Porque já fizeram terapia… até mais do que uma vez;
  • Porque já ‘toda a gente’ sabe que a pessoa gagueja;
  • Porque já se conformou que ‘é assim’;
  • Porque não fez… mas deveria ter feito quando era mais jovem;
  • (...)
O que é Gaguez?

Gaguez é uma perturbação da comunicação que surge tipicamente na infância. A fluência do discurso é interrompida por: repetições de sons, palavras, frases; e/ou prolongamento de sons; e/ou bloqueios; e/ou pausas não programadas e expectáveis.

Para além destes comportamentos primários gaguez pode ter associado(s) comportamento(s) secundários, ou seja, movimento(s) do corpo enquanto a pessoa fala. Os números de incidência variam, é mais comum em crianças pequenas cerca de 5% das crianças entre os 2;06 e os 5 anos e aproximadamente 0,5% a 1% dos adultos.

A intervenção em terapia da fala com crianças e com adultos que gaguejam é distinta. A prática baseada na evidência (Blomgren, 2013) indica que a terapia com contingências verbais e/ou com o diminuir da complexidade linguística.

Adequar dos comportamentos e atitudes das pessoas que mais convivem com a criança é o mais adequado para esta faixa etária. No caso dos adultos a intervenção passa por reestruturação do discurso e pelo lidar com a falta de controlo e inconsistência da gaguez.

Comentários