Hibisco

Uma planta com propriedades digestivas e não só

O hibisco pertencente à família das malváceas. Contém ácidos polifenólicos com efeitos na redução da glicemia e do colesterol. Além disso, é também fonte de flavonoides e antocianinas, responsáveis pela sua cor vermelha e efeitos antioxidantes, protetores do sistema cardiovascular, hipocolesterolemiantes e hepatoprotetores. As suas mucilagens têm uma ação suavizante da traqueia e uma ação laxante.

Embora as suas propriedades não sejam das mais divulgadas, esta planta tem importantes benefícios, pelo que o seu consumo deve ser considerado numa série de diferentes situações, sobretudo preventivas:

- Ajuda a tratar a disquinésia biliar, azias, digestões lentas, gastrites e obstipação.

- Reduz o stresse, ajudando a relaxar e a dormir melhor.

- Diminui a pressão arterial e regula o funcionamento das artérias, impedindo a formação de placas de ateroma.

- Estimula o tónus das veias, reduzindo a fragilidade capilar e a tendência para varizes e edemas.

- Ligeiramente diurético, estimula a eliminação de litíases renais.

- Reduz as dores.

- É um aliado na eliminação da bactéria E. coli.

Administração e precauções

Pode ser administrado em extrato fluido das flores secas, numa proporção de uma colher de sopa para um litro de água, que deve deixar em infusão durante 10 minutos. Tenha, contudo, em conta que o hibisco não deve ser utilizado durante a gravidez e amamentação.

Estudos científicos

Um estudo realizado na Tufts University, em Boston, concluiu que o consumo diário de 240 ml de hibisco reduziu mais a pressão arterial do que o placebo, ao fim de seis semanas, revelou o The Journal of Nutrition, em 2010. Num estudo comparativo com o hipotensor captopril, o hibisco apresentou resultados equivalentes.

Um grupo fez, diariamente, antes do pequeno-almoço, uma infusão preparada com 10 g de hibisco para meio litro de água, enquanto outro fez captopril 25 mg, duas vezes ao dia. Ao fim de quatro semanas, a planta medicinal reduziu a pressão arterial com um resultado similar ao obtido pelo fármaco, divulgou o Phytomedicine em 2004.

Ice-tea natural

É um dos remédios caseiros que pode preparar com esta planta. Coloque uma colher de sopa bem cheia de folhas de hibisco em infusão com um litro de água durante 10 minutos. De seguida, coe e junte-lhe o sumo de um limão e uma colher de mel. Se quiser variar um pouco o sabor, junte também duas colheres de sopa de flores de sabugueiro.

Revisão científica: João Beles (naturopata e professor no Instituto de Medicina Tradicional de Lisboa)

artigo do parceiro:

Comentários