Gaguez: A sensação de ficar preso quando o som não sai

A gaguez não tem causa emocional, é uma condição biológica. Estudos recentes demonstram que estamos a falar de uma condição com causa (sobretudo) genética, que poderá influenciar o desenvolvimento da estrutura e funcionamento do cérebro, com consequência no processo da fala.

Terapia da fala

A fala é o ato motor mais rápido realizado pelo ser humano. Falamos aproximadamente com uma velocidade de 4 sílabas por segundo, num processo de elevada complexidade, coordenando respiração, fonação (vibração das cordas vocais), articulação (que modela os diferentes sons) e a linguagem. Este processo é realizado de uma forma sequencial, totalmente sincronizada e com um timing muito especifico.

A gaguez é caracterizada por interrupções inesperadas no fluxo do discurso, que podem ter a forma de repetições, prolongamentos e bloqueios. A diferença para outras pausas normais do discurso é, a pessoa que gagueja sabe exatamente o que quer dizer, mas o som "não sai".

A sensação de não conseguir falar, de ficar “preso”, poderá suscitar um sentimento negativo associado (vergonha, frustração) que poderá condicionar as atitudes perante a comunicação (evitar dizer determinadas palavras ou situações).

A gaguez não tem causa emocional, é uma condição biológica. Estudos recentes demonstram que estamos a falar de uma condição com causa (sobretudo) genética, que poderá influenciar o desenvolvimento da estrutura e funcionamento do cérebro, com consequência no processo da fala. Ansiedade e nervosismo são assim uma consequência da gaguez e não uma causa.

Tratamento

Existem diferentes modelos de intervenção, que variam consoante a idade e as necessidades da pessoa que gagueja. Na intervenção precoce, os pais deverão procurar o aconselhamento de um terapeuta da fala assim que a criança começa a gaguejar.

Nos casos crónicos o objetivo passa por suavizar a gaguez (redução dos sintomas), aumentar os skills relacionados com a comunicação e eliminar o impacto que a gaguez poderá ter na qualidade de vida.

Nos últimos 5 anos realizaram-se investimentos significativos no desenvolvimento de tecnologias auxiliares no tratamento da Gaguez. Foram criadas aplicações móveis (Apps) que permitem uma terapia contínua e desta forma acelerar todo o processo de tratamento.

De forma a dar resposta a esta condição que afecta aproximadamente 1% da população portuguesa, “nasceu” este mês o Centro de Tratamento de Gaguez (www.centrotratamentogaguez.pt), que pretende dar resposta a esta problemática realizando consultas individuais, terapias de grupo, sessões de aconselhamento aos pais recorrendo às práticas clínicas mais atuais, assim como investigação que conduza a um tratamento mais eficaz.

Um artigo assinado por Gonçalo Leal e Rita Carneiro, Terapeutas da Fala do Centro Tratamento Gaguez

Centro Tratamento Gaguez

artigo do parceiro:

Comentários