Espirulina

Uma bactéria saciante com propriedades medicinais

Ao contrário de outras bactérias esta não só é comestível como é um alimento completo com propriedades medicinais.

É uma das fontes naturais mais ricas em proteínas, que correspondem a entre 60 a 70 por cento do seu peso.

Contém todos os aminoácidos essenciais, vitaminas (pro-vitamina A, B, C, D) e minerais como o potássio, cálcio, crómio, cobre, ferro, magnésio, fósforo, selénio e zinco.

Contém ainda zeaxantina, com ação antioxidante em doenças da retina e cataratas, ficocianina, uma proteína com ação antioxidante e estimulante do sistema imunitário, ácidos gordos essenciais como o GL A que reduz o colesterol das LDL e clorofila com ação desintoxicante e anticancerígena. Como não tem celulose na sua parede celular têm uma absorção muito fácil. Deve consumir apenas entre 4 a 10 g por dia em pó ou cápsulas.

Principais propriedades

- Indicada como suplemento para vegetarianos, atletas, crianças, grávidas, idosos ou pessoas em convalescença
- Ação saciante útil em regimes de emagrecimento
- Tónico (aumenta a capacidade de exercício)
- Imunoestimulante
- Antialérgico (rinites alérgicas)
- Indicada no tratamento de cataratas e retinopatias, hepatite C e hiperatividade infantil
- Coadjuvante no tratamento de doentes oncológicos e seropositivos

Estudos científicos

Uma fórmula com espirulina e outras plantas medicinais demonstrou ser eficaz no tratamento de 80 crianças com hiperatividade infantil. Estas, melhoraram a atenção, a cognição e a capacidade de controlarem os impulsos de uma forma estatisticamente significativa em relação ao grupo placebo que não apresentou qualquer melhoria. Somente 48 por cento das crianças no grupo de controlo terminaram o estudo contra 91 por cento no grupo das plantas medicinais. Este estudo foi publicado no Journal of Attention Disorders em 2010.

Na rinite alérgica, a espirulina reduziu vários sintomas como descargas nasais, espirros, congestão nasal e comichão em relação ao placebo, segundo revela o estudo European Archives of Oto-rhino-laryngology de 2008. Num estudo realizado em 2007, em 36 pessoas na Universidade Autónoma de Medicina do México, a espirulina (4,5g/dia) tomada durante seis semanas, baixou os triglicéridos, colesterol total, LDL e aumentou o HDL. A pressão arterial também baixou.

Reduzir o apetite com espirulina

Faça um batido de banana, com água e meia colher (de sopa) de espirulina. Tome 30 minutos antes da refeição. Em alternativa, pode adicionar espirulina às suas sopas e/ou copo de água.


Revisão científica: João Beles (naturopata e professor no Instituto de Medicina Tradicional de Lisboa)

artigo do parceiro:

Comentários