Erva-príncipe

A planta com a qual se faz o famoso chá príncipe

É uma das plantas tradicionais da naturopatia portuguesa com a qual se faz o famoso chá príncipe. Apesar de ser originária da Ásia, cresce espontaneamente em muitas zonas de Portugal.

Óleo essencial com citronela e limoneno, ambos com ação repelente de insectos são dois dos seus princípios ativos. Devido ao seu aroma muito agradável, a citronela é também utilizada no fabrico de perfumes, sabonetes e outros cosméticos.

Utilizada em chá, resulta numa bebida muito agradável com um forte sabor a limão, que funciona como digestivo e pode acompanhar as refeições. Combate a má disposição e a azia. Tem também uma ação hepatoprotetora e antiespasmódica do tubo digestivo. Em bochechos, ajuda no tratamento de gengivites, aftas e candidíase oral, podendo ser conjugado com a calêndula. Tem propriedades calmantes, sendo por isso consumida para melhorar o sono, juntamente com a tília. Para além disso, baixa a febre e aumenta a sudorese. O seu óleo essencial é muito utilizado como repelente de insectos.

Administração

Em chá, duas colheres de sopa para um litro de água. Deixe em infusão durante 10 minutos. A planta deve ser colhida fresca, de forma a utilizar todos os seus óleos essenciais e conservar o seu aroma a limão.

Estudos científicos

De acordo com uma investigação, o chá príncipe ajuda no tratamento da candidíase oral em pacientes com HIV. Neste ensaio, realizado na África do Sul, 90 pacientes foram divididos em 3 grupos: os que tomavam a erva príncipe em infusão, os que tomavam sumo de limão e, no último grupo, foi aplicado o antifúngico genciana violeta. Todos os tratamentos foram eficazes, com ligeira vantagem para o sumo de limão. Como repelente de insectos, foi considerado o mais eficaz de 38 óleos essenciais comparados, juntamente com o patchouli e o cravinho-da-índia.

Remédios caseiros

Aproveite as folhas frescas do chá príncipe, muito utilizadas na cozinha oriental, para temperar peixe e carne. Corte a parte inferior e mais clara das folhas, cortadas em pequenas tiras, e junte-as ao refogado. Também pode ser utilizado fresco em saladas.


Comentários