Enfrentar a esclerose múltipla aos 31 anos

Filomena Faleiro conta o que teve de mudar na sua vida para combater a doença

Todos nós ao longo dos anos fazemos projectos de vida no sentido de criarmos um futuro, tendo por base objectivos definidos.

Saúde, família, trabalho são estas e outras pequenas coisas que nos dão alento para vivermos e lutarmos para os atingirmos.

Mais complicado se torna quando se é atingido por uma doença crónica cuja evolução é imprevisível e que, ao surgir, desmorona todos os nossos sonhos numa fase de vida que julgamos que somos imunes a todos e quaisquer adversidades. Foi o que aconteceu comigo em 2006 ao ser-me diagnosticada esclerose múltipla.

Na altura, com 31 anos, foi-me necessário enfrentar e aceitar a doença com optimismo e determinação. Com a esclerose múltipla, aprendi a valorizar e a pôr em prática a importância do bem-estar físico e psíquico, pois são os factores principais que nos compete preservar e melhorar no meio desta luta contra a doença.

Decidida a seguir um modo de vida o mais saudável possível, mantive algumas coisas. Como tinha algum excesso de peso, que não me era benéfico, passei a fazer uma alimentação mais saudável e equilibrada à base de legumes, frutas, cereais, peixe, carnes magras e pouca gordura. A perda de peso, essa, consegui-a ao fim de alguns meses, através de uma dieta e ajuda de profissionais de saúde que me ajudaram na perda de 10 kilos. O descanso e as horas de sono são fundamentais. Tanto como tudo o resto.

As caminhadas regulares e as idas à piscina passaram a fazer parte da minha vida. São o meu anti-stress. Fiz algumas amizades, que ainda hoje se mantêm, partilhando bons momentos em actividades desportivas e laser. É muito importante aproveitar os momentos divertidos e agradáveis, que tornam a nossa vida mais tranquila e menos tensa, e contagiar as pessoas com o nosso optimismo energia e simpatia.

Este testemunho é um dos relatos concorrentes ao Passatempo O leitor mais saudável do ano. Para saber quem ganhou, clique aqui.




artigo do parceiro:

Comentários