Descongestionantes nasais

A melhor forma de resolver o problema do nariz entupido

Sob a forma de gotas, gel ou nebulizadores nasais, os descongestionantes nasais são vasoconstritores que aliviam espirros e o corrimento nasal, embora seja um efeito de curta duração.

A oximetazolina «tem uma ação de 12 horas, sendo muito segura», garante a farmacêutica Cristina Azevedo.

«O efeito da xilometazolina e fenilefrina dura 4 a 8 horas, apresentando um maior número de possíveis efeitos secundários», refere ainda.

Ao nível das doses para adulto, no caso da fenilefrina corresponde a duas gotas em cada narina, duas ou três vezes por dia oximetazolina, duas ou três gotas em cada narina, de 12 em 12 horas. Com nebulizador, o melhor é fazer uma ou duas nebulizações em cada narina, de oito em oito ou de 12 em 12 horas. Quanto a potenciais efeitos secundários, «o uso repetido pode induzir tolerância, ardor, secura e irritação local. Usado em excesso, pode até aumentar a congestão e conduzir a uma rinite medicamentosa», sublinha a farmacêutica. Também podem provocar taquicardia, inquietação, insónias e até depressão central.

Nunca tome sem consultar o médico se «tiver hipersensibilidade aos seus constituintes. no caso da fenilefrina, deverá haver precaução nas situações de hipertensão, gravidez, hipertiroidismo e glaucoma», refere a farmacêutica Cristina Azevedo. Opte antes por soro fisiológico e soluções salinas de lavagem nasal que não causam o efeito rebound de aumento da congestão nasal, nem são tão irritativas para a mucosa nasal como os descongestionantes, podendo ser usados em bebés, grávidas ou em caso de amamentação.

O tratamento demora entre três a cinco dias, apenas excedíveis sob supervisão médica. Pare de tomar e procure o médico se surgir hemorragia nasal, congestão nasal que não melhora ao fim de quatro dias ou sentir dificuldades respiratórias. O custo médio deste tipo de medicamentos situa-se entre 4 a 5,70 €.

Texto: Sónia Ramalho com Cristina Azevedo (farmacêutica)

artigo do parceiro:

Comentários