Deitar medicamentos no lixo coloca em risco a saúde pública?

A resposta é afirmativa. Saiba por que não o deve fazer

Assim como a maioria do lixo deve ser devidamente tratada para reduzir a poluição, também os medicamentos, por serem químicos, se forem deixados livremente no ambiente, irão contaminá-lo e colocar em risco a nossa saúde.

Por isso, nunca coloque no lixo ou na sanita os medicamentos que sobram. Existe há já alguns anos um sistema de recolha de medicamentos, designado Valormed.

Criado através da cooperação entre farmácias, armazenistas e indústria farmacêutica, este sistema está ao alcance de todos e permite a entrega nas farmácias de medicamentos e embalagens que restam de tratamentos (comprimidos, xaropes, ampolas, sprays, pomadas, cremes ou outros), sem encargos para o utente. As embalagens e medicamentos fora de uso recebidos pelas farmácias são dirigidos para um sistema de inutilização adequado às características de cada tipo de medicamento, para que o ambiente não seja contaminado.


Revisão científica: Dra. Maria Augusta Soares (professora na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa)

artigo do parceiro:

Comentários