Conduz sempre com óculos de sol? Devia!

Use-os também ao volante, recomendam os autores de um estudo internacional. Um oftalmologista português explica porquê.

Os vidros do seu carro podem não ser suficientes para a proteger contra uma exposição prolongada aos raios UVA, que se sabe ser nociva para a saúde dos seus olhos. A conclusão, publicada no Journal of American Medical Association Ophthalmology, nos Estados Unidos da América, resulta de uma análise a 29 automóveis, de 15 marcas diferentes e em que apenas 14 por cento dos modelos mostraram oferecer uma elevada proteção aos raios UVA.

Em média, os vidros pára-brisas analisados apresentaram uma boa proteção (96%), já os vidros laterais têm em geral uma proteção mais fraca (71%, em média), aumentando o risco de desenvolvimento de cataratas (uma patologia ocular que leva à perda progressiva da visão) especialmente no olho esquerdo dos condutores.

Para Luís Gouveia Andrade, oftalmologista no Hospital Cuf Infante Santo, em Lisboa, é cada vez mais importante a utilização dos óculos de sol como forma de proteção contra os efeitos dos raios UVA. «Independentemente da proteção conferida pelos vidros do automóvel, usar óculos de sol permite uma visão mais confortável, reduz os reflexos do exterior, aumentando a segurança da condução e complementa o efeito dos vidros do automóvel», defende o especialista.

artigo do parceiro:

Comentários