Como prevenir arritmias

Especialistas revelam regras simples que ajudam a manter o seu ritmo cardíaco em ordem

A prevenção das arritmias é a mesma que a das doenças cardiovasculares em geral.

«Prevenir as arritmias é ter hábitos de vida saudáveis, beber bebidas alcoólicas com moderação, não fumar, controlar o colesterol, praticar exercício com regularidade e ter a tensão arterial também controlada», sublinha Carlos Morais, responsável pela Unidade de Pacing e Arritmologia no Hospital Fernando da Fonseca, na Amadora.

Aqui ficam as principais regras a seguir:


  • Em simultâneo, há que tentar controlar o stress, um dos principais desencadeantes das arritmias. É também importante dormir um sono descansado, as horas mínimas adequadas e repousar o suficiente.


  • Para Luís Negrão, assessor médico da Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), acima de tudo, «as pessoas devem promover uma mente saudável. O conjunto de todos os fatores de risco das doenças cardiovasculares é fundamental para que estejamos alerta».


  • «Cada vez mais, os determinantes de saúde têm também uma componente social importante. Um indivíduo que tenha uma estrutura familiar coesa e boa, tem habitualmente mais saúde», defende Luís Negrão.


  • Dar uma caminhada ou passear ao fim de semana, para além de saudável, é cada vez mais um hábito de destaque. «Se repararmos, em muitas zonas ribeirinhas das cidades do nosso país, encontramos centenas de pessoas que já aderiram, porque lhes dá prazer caminhar, passear e estar em família», acrescenta.


Texto: Cláudia Pintocom Carlos Morais (responsável pela Unidade de Pacing e Arritmologia no Hospital Fernando da Fonseca) e Helena Cid (nutricionista)

artigo do parceiro:

Comentários