Combata os excessos

Depois das festas é altura de combater os excessos cometidos no que toca à alimentação.

Bolos, frutos secos, passas, refeições pesadas, bebidas espirituosas, filhoses e sonhos, que logo se transformam em pesadelos quando o nosso organismo começa a queixar-se com tantos excessos.

A convicção de que a partir de agora é que começamos a ter cuidado, com a entrada num novo ano, não nos pode proteger, a não ser que exista uma real mudança de atitude e um cuidado redobrado com o nosso fatigado sistema digestivo.

Podemos começar por tratar de estimular o fígado de forma a facilitar a sua árdua tarefa de eliminação de toxinas resultantes dos excessos cometidos. Os vegetais a fruta, algumas infusões serão os melhores auxiliares.

Os rebentos, o aipo, a beterraba, rábano, a maioria das couves (couve-roxa), a cenoura e a maçã, citando apenas alguns exemplos, apresentam o perfil ideal para "desintoxicar o nosso fígado".

As infusões de ervas que podem igualmente desempenhar um efeito estimulante, passam pela simples alcachofra, o taraxaco, Dente de Leão, e o menos conhecido borututu (planta da flora angolana).

Para baixar a quase inevitável subida de colesterol, temos de fornecer alimentos com elevado teor de fibra (cereais pouco refinados, leguminosas, legumes, fruta) e leites fermentados (iogurte).

A fibra vai facilitar a eliminação do colesterol e algumas bactérias presentes nos iogurtes vão ter um "apetite especial" pelo colesterol, contribuindo para a sua diminuição. Logo teremos menos colesterol para depositar nas artérias.

Uma boa refeição será iogurte com flocos de aveia. Mas para que possamos obrigar o fígado a diminuir os níveis de colesterol que circula pelo nosso organismo, devemos estimular a produção dos meios de transporte que conduzem o colesterol para o fígado (as lipoproteínas de alta densidade) mais conhecidas por "bom colesterol".

Conseguimos este estímulo com a ingestão de gordura insaturada que encontramos em óptimas quantidades nos óleos vegetais não refinados (azeite, amendoim), nas oleaginosas, nos peixes gordos (sardinha, salmão, cavala), e nas sementes (sésamo, linhaça).

Não devemos esquecer que o optimismo é bom, mas devemos ser realistas, para que possamos estabelecer metas atingíveis, de forma a não deixar de sentir motivação e sensação de realização. É importante encararmos com moderação o ano todo, é claro que podemos e devemos sair da rotina, desde que não cometamos excessos.

Experimente este cocktail purificador

Num liquidificador junte:

● 1 rodela de gengibre

● 1 beterraba

● 3 cenouras

● 1 maçã

Beba fresco durante o dia ou ao lanche acompanhado por umas tostas.

Fotografia: ©BVDC - Fotolia.com
Agradecimento: Jorge Martinho, nutricionista, docente do IFCIS – Instituto de Formação em Ciências Integradas de Saúde

artigo do parceiro:

Comentários