Cães treinados detectam doenças

As capacidades deste animal na detecção e monotorização de doenças como o cancro, diabetes e Alzheimer

Nos últimos anos, vários estudos têm vindo a comprovar que os cães conseguem detectar, e monitorizar várias doenças humanas através do odor. Desde o estudo publicado no British Medical Journal, em 2004, que mostrou que era possível para cães treinados detectar a existência de cancro na bexiga através do odor da urina, têm vindo a ser realizados diversos testes com várias raças de cães na prevenção e diagnóstico de cancro e de outras doenças comuns como a diabetes ou Alzheimer.

Com base nestes estudos foi criada, no Reino Unido, a Cancer and Bio-detection Dogs, uma organização que treina cães para a detecção de doenças, especialmente para a monitorização da diabetes tipo I. De acordo com esta organização, a alteração do odor, exalado pelo corpo do doente quando a sua taxa de açúcar sobe ou desce, é sentida pelos cães antes que outros sinais, como a palidez, sejam perceptíveis por humanos. Ao detectar essa alteração de odor, a cadela começa a lamber os braços e as pernas do doente, alertando-o para a necessidade de ajustar a medicação.


artigo do parceiro:

Comentários