Branqueamentos dentários podem ser perigosos

Níveis de concentração de peróxido de hidrogénio nem sempre são respeitados

Os produtos branqueadores dentários que apresentem concentrações de peróxido de hidrogénio superiores a 6% são considerados «cosméticos ilegais», alerta a Ordem dos Médicos.

Antes de iniciar um tratamento deste tipo deve, por isso, consultar um médico dentista devidamente habilitado. O mesmo se passa com produtos e substâncias de aplicação caseira também disponíveis no mercado.

O peróxido de hidrogénio, uma substância utilizada nos branqueamentos dentários, pode afetar a saúde se não for aplicada corretamente. Para produzir resultados, a concentração tem de ser superior a 0,1% e apenas pode ser utilizado por um médico dentista habilitado. Antes do branqueamento, realize um exame. Pessoas com lesões nas gengivas, cáries dentárias e lesões pré-malignas não podem ser tratadas com esta substância.

A lei proíbe a venda de concentrações de peróxido dentário superiores a 0,1% em cabeleireiros, centros de estética e spas. Para um maior controlo e fiscalização foi assinado um protocolo entre a Ordem dos Médicos e o Infarmed.

artigo do parceiro:

Comentários