Asma e refluxo gástrico

Descubra a ligação entre as duas patologias.

A asma e o refluxo gástrico são duas doenças que muitas das vezes podem ocorrer juntas. E porquê? Ainda não se sabe ao certo, mas o que sabemos é que o refluxo ácido tem tendência a agravar a asma e esta por outro lado, tem tendência a piorar o refluxo ácido, ainda para mais se este for do tipo grave, aí é conhecido como doença do refluxo gastroesofágico.

O refluxo ácido e a asma normalmente podem ocorrer os dois juntos em crianças, o que não quer dizer que não surjam em adultos o que também pode acontecer. Cerca de 50% das crianças asmáticas apresentam refluxo ácido, este surge causado pelo retorno do conteúdo gástrico para o esófago, isto acontece porque existe uma falha no fecho da válvula que se encontra entre o esófago e o estômago.

Quando estes dois ocorrem em simultâneo é bastante provável que os medicamentos possam ter algumas falhas, principalmente no que diz respeito ao tempo que demoram a reagir para controlar os sinais e os sintomas das duas doenças, como a tosse, a falta de ar e a dor no peito.

Ao tratar-se o refluxo ácido, assiste-se logo a uma enorme melhoria nos sintomas. Passa a ser mais fácil controlar o refluxo, basta tomar medicamentos apropriados para a doença, como por exemplo um inibidor de bomba de protões como o Omeprazol. Para conseguir amenizar o desconforto que o refluxo traz, deve evitar os alimentos gordurosos, o álcool e também o tabaco. Se por acaso estes não forem suficientes, deve-se consultar um médico que prescreva outro tipo de medicamentos, em casos extremos por vezes é necessário recorrer-se à cirurgia.

Existem também algumas possibilidades de os medicamentos de asma afetarem de uma forma negativa o refluxo ácido, por isso se acontecer não deve nunca parar de tomar os medicamentos da asma nem sequer os mudar sem consultar primeiro o seu médico.

Se por acaso sofre de asma e acha que existe uma enorme probabilidade de ter também refluxo gástrico não se esqueça, converse com o seu médico de modo a conseguirem descobrir quais os melhores tratamentos para o poderem ajudar.

artigo do parceiro:

Comentários