As doenças da Tiroide: o Hipotiroidismo e o Hipertiroidismo

Por Germano de Sousa
O hipotiroidismo é uma das doenças da Tiroide e resulta da produção insuficiente ou mesmo ausente de hormonas tiroideias. Este défice de produção de hormonas tiroideias pode decorrer de uma possível remoção cirúrgica da glândula ou de doenças inflamatórias ou imunológicas.
Os principais sintomas que os pacientes apresentam são o cansaço, a obstipação, o aumento de peso, a secura da pele, a dificuldade de concentração ou memorização, a intolerância ao frio e a queda de cabelo.
Um valor de TSH diminuído pode indica que o paciente apresenta um excesso de produção de hormonas T3 e T4. Em raras situações, este resultado pode ser motivado por uma lesão da hipófise que impede que esta esteja a produzir quantidades adequadas de TSH.
O hipertiroidismo é uma doença provocada pelo excesso de hormonas tiroideias em circulação no organismo. Os indícios geralmente manifestados pelo doente são ansiedade e irritabilidade, cansaço, taquicardia, insónias e falta de ar.
A causa mais frequente de hipertiroidismo é a doença autoimune, causada por anticorpos dirigidos contra as estruturas da Tiroide, que podem ser responsáveis pela destruição desta glândula. Um exemplo destas doenças é o bócio multinodular tóxico, distúrbio relativamente frequente, no qual existem muitos nódulos na Tiroide.
O hipertiroidismo pode ser controlado através de tratamento recorrendo a medicamentos que fazem com que a Tiroide pare de produzir hormonas tiroideias. Um dos tratamentos comuns é através de radio iodo que destrói o tecido da Tiroide, ou também a cirurgia para a remoção total ou parcial da Tiroide.
Mesmo registando altos ou baixos níveis, uma TSH anormal indica um excesso ou uma deficiência na quantidade de hormona tiroideia disponível no organismo, mas não indica qual a razão de tal alteração. Um resultado anormal de TSH deve ser acompanhado da realização de testes complementares, de forma a investigar a causa do aumento ou da diminuição dos níveis de TSH.
As doenças tiroideias são muito comuns, mas são mais frequentes nas mulheres que nos homens. O rastreio através da análise ao TSH permite prevenir e diagnosticar atempadamente problemas na Tiroide e para os doentes que já apresentem alguma patologia nesta glândula constitui uma ferramenta de monitorização dos níveis de TSH.
Por Germano de Sousa
artigo do parceiro:

Comentários