Adeus picadas

Como agir em caso de ferroadas de alforreca, de melgas, de mosquitos ou de abelhas

Agir na altura correta e da forma mais indicada é chave para resolver alguns destes episódios, que tendem sobretudo a ocorrer em períodos mais quentes.

As picadas de alforreca, de melgas e de mosquitos, bem como de abelhas, devem ser tratadas de imediato, sob pena de poderem gerar reações adversas. Dizemos-lhe como deve proceder para acalmar a dor e evitar possíveis infeções.

No caso de sentir uma ferroada de alforreca, coloque água do mar na área afetada. Lave essa zona cuidadosamente e tente extrair os espigões sem lhes tocar ou os esmagar. Aplique gelo e um anti-histamínico. Se tiver dores, tome um analgésico. Se for picado, evite coçar-se, uma vez que esse comportamento pode causar lesões graves. Nalguns países mediterrânicos, há quem esfregue a zona picada com tomate e/ou a regue com urina humana.

Se a a reação for intensa, vá ao médico. Para evitar ser picado por melgas e mosquitos, use repelente de insetos e evite usar perfume e vestuário colorido. Depois de ser picado, alivie aplicando uma solução de calamina. Se a reação for intensa ou as lesões persistirem, consulte igualmente um médico. Se for picado por uma abelha, retire o ferrão sem o torcer ou partir, para não introduzir mais veneno. Aplique gelo e um anti-histamínico em creme ou comprimido. Procure apoio se houver agravamento do edema ou alterações respiratórias.

Revisão: Pedro Rbeiro da Silva (médico de medicina geral e familiar) e Jorge Rozeira (dermatologista)

artigo do parceiro:

Comentários