Vitamina C, uma aliada

O tempo rispido exige um organismo fortalecido. Os citrinos podem ser uma boa solução. São ricos em fibra e diminuem os níveis de colesterol.

O Inverno chegou e os últimos dias não o deixam esquecer: o frio não dá tréguas. Com as diferenças de temperatura a que nos sujeitamos sempre que saímos para o exterior, ficamos fragilizados e mais susceptíveis a constipações.
Como podemos então fortalecer o nosso organismo e fornecer-lhe armas de defesa? A resposta pode estar nos citrinos, frutos que reforçam o sistema imunitário.
Originários da Ásia, os citrinos foram trazidos para a Península Ibérica pelos árabes e em Portugal, o Algarve é a zona de maior produção.

Nesta época, laranjas, tangeras e clementinas abundam nos mercados e, felizmente, a preços bastante acessíveis. Como é do conhecimento geral, os citrinos são frutos ricos em vitamina C (ácido ascórbico). Este composto é um poderoso antioxidante, ou seja protege o organismo da actividade dos radicais livres, moléculas resultantes das reacções químicas que envolvem o oxigénio e que causam envelhecimento e cancro. Aos benefícios dos citrinos podemos acrescentar, ainda, o seu elevado conteúdo em fibras. Desta forma, quando descascar uma laranja não lhe retire totalmente a parte branca que fica logo a seguir à casca pois é uma fonte de fibra, pectina, e como tal ajuda a regular o trânsito intestinal.

Este tipo de frutos ajuda a diminuir os níveis de colesterol e a absorver o ferro, factor muito importante em caso de anemia. Assim, sempre que comer cereais, ingira sumo de laranja -um copo - (após espremidas as laranjas, o seu sumo deve ser de imediato consumido pois degrada-se rapidamente), assim a absorção do ferro contida nos cereais será potenciada. E quem não se lembra do escorbuto, doença nas gengivas de que tanto sofriam os navegadores portugueses? Esta doença, que consistia no sangramento das gengivas, foi facilmente combatida com a inserção de citrinos na alimentação. Pois bem, tal deve-se ao facto da vitamina C ter um papel importante na formação do colagénio, substância que promove a ligação das células e impede a ruptura dos tecidos e dos vasos sanguíneos impedindo assim o sangramento.

Há no entanto um factor a ter conta: os citrinos são frutos muito ácidos e, como tal, é necessário ter um especial cuidado no seu consumo quando se tem por exemplo problemas no estômago.

Alexandra Rebelo

Técnica alimentar

artigo do parceiro:

Comentários